Brusque, 22 de agosto de 2017   |   02:08

Unifebe

Na noite de quarta-feira, 19 de abril, a UNIFEBE foi palco do I Seminário Ambientalização e Sustentabilidade na Educação Superior, que faz parte de um projeto ambiental desenvolvido em parceria pela UNIFEBE, Udesc, Unesc, Uniplac, Unisul, Unidavi, Univali e Unoesc.

A inciativa, financiada pela Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (FAPESC), tem como objetivo contribuir com o fortalecimento de políticas institucionais de ambientalização e sustentabilidade na Educação Superior. 

Durante o I Seminário foi realizado o lançamento do livro Educação para ambientalização curricular: diálogos necessários", do guia “Ambientalização Curricular na Educação Superior: praticar a teoria e teorizar a prática", da Rede de Ambientalização e Sustentabilidade na Educação Superior (Rases) e dos websites da RASES e da Rede Sul Brasileira de Educação Ambiental – REASul. Na ocasião, também foi apresentada a palestra “A ambientalização e o desafio da mudança”, ministrada pela professora Dra. Dione Kitzmann do Programa de Pós-Graduação em Educação Ambiental da Universidade Federal do Rio Grande (FURG). 

Além dos representantes das instituições parceiras do projeto, o evento ainda contou com a presença do reitor da UNIFEBE e vice-presidente do Sistema Acafe, professor doutor Günther Lother Pertschy e do coordenador-geral de Educação Ambiental do Ministério da Educação (MEC) Felipe Felisbino.

Para o reitor Pertschy, o tema é muito importante e deve ser trabalhado pelas universidades de maneira intensa.  — A partir do momento em que esse projeto começou a se consolidar, ficamos impressionados com os resultados já obtidos. Foram participações em eventos e congressos, publicação de livro, rede de relacionamentos, entre outros. Ou seja, isso é a academia pura por promover a mudança com base em informações e políticas criadas a partir desses comitês e pesquisas sobre o assunto — explica o reitor. 

Segundo o coordenador-geral de Educação Ambiental do Ministério da Educação (MEC) Felipe Felisbino a temática ainda é jovem discutida mundialmente, porém o país vem se aprimorando cada vez mais no sentido da educação ambiental. 

— Politicamente, dentro da orientação de legislação, o Brasil está muito bem organizado, mas temos que desdobrar essas políticas em ações, que é o que está sendo concretizado aqui esta noite. Para o MEC, estar presente nesse momento é uma grande satisfação pois o guia, livro e site servirão de estímulo e diretrizes de organização de políticas públicas do governo federal. O sistema ACAFE como um todo está muito bem organizado e tudo isso é muito inspirador. Santa Catarina sempre está sempre à frente de seu tempo, ditando novas possibilidades e encaminhamentos, e o governo federal vem aqui por meio do MEC buscar inspiração neste evento — destaca.

Repórter: Assessoria de Imprensa Unifebe
Imagem: Divulgação


Veja também