Brusque, 22 de agosto de 2017   |   02:08

WT Energy

O mês de julho reserva mais um grande desafio para os atletas do grupo de corrida da WT Energy. Eles participam no dia 23 da primeira edição da Corrida de Guabiruba. A prova será realizada nos percursos de 5 e 10 quilômetros. Somente da WT devem participar cerca de 30 competidores, segundo o responsável pela equipe, Willian Todt. Ele diz que o grupo está motivado sobretudo após a última prova, quando os atletas tiveram bom desempenho na Corrida Rústica da Polícia Militar. Na oportunidade, o grupo obteve boas colocações em diversas categorias. Seis atletas chegaram ao pódio. “Tivemos muitos destaques pessoais e também por equipe”, ressalta.


Segundo Willian, todos que participaram da última prova conseguiram superar metas pessoais. O objetivo do desafio em Guabiruba será o mesmo. “Cada atleta tem treinado muito para conseguir o seu melhor resultado. Na corrida da PM tivemos atletas que participaram pela primeira vez e já conseguiram superar marcas pessoais. Agora, novamente vamos com um grupo forte para fazer uma boa prova”, comenta.

Quem quiser se inscrever para a disputa pode procurar a WT Energy diretamente na Sociedade Santos Dumont, onde está localizada a academia. Não é necessário ser aluno para participar do desafio. Segundo o responsável pela WT, além dos atletas da equipe, a corrida deve ter a participação de uma quantidade significativa de outras pessoas. “As pessoas que correm hoje cada vez mais estão tomando gosto pela coisa. E é por isso que a gente trabalha com orientação, pois embora pareça simples, a corrida também tem seus desafios e merece seus cuidados”, destaca.

O assunto, inclusive, foi tema de uma palestra do preparador físico há cerca de 20 dias na Calçados Gevaerd. “Na oportunidade, alguns profissionais explicaram para os interessados sobre o mundo running”, comenta Willian. “É importante que as pessoas saibam, por exemplo, como correr adequadamente para evitar uma possível lesão, que tenham orientação sobre trabalho de força e velocidade, entre outras situações que vão influenciar diretamente no desempenho da corrida”, observa.

O profissional ressalta que, na atualidade, correr por correr não funciona. “Sempre explanamos para as pessoas o que é necessário para uma boa corrida. Desde a pisada correta aos aspectos de força e velocidade. Procuramos abordar a corrida de uma forma diferente para que as pessoas possam praticar esse esporte de forma segura e saudável”, salienta.

 

Repórter: Assessoria de Imprensa / ESPORTESC.COM
Imagem: Divulgação


Veja também