Brusque, 21 de agosto de 2018   |   21:08

Walter Orthmann

Era janeiro de 1938 quando Walter Orthmann assinava sua primeira e única ficha de admissão em uma empresa. Catarinense de Brusque, Walter entrou no mercado de trabalho aos 15 anos, na indústria têxtil RenauxView, onde até hoje chega para trabalhar às 8h de segunda a sexta-feira. Ao completar 80 anos de trabalho, Walter entra para o Guinnes Book como o primeiro trabalhador a permanecer mais tempo em uma única empresa. Na tarde desta terça-feira (15), o catarinense foi homenageado pela Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc).

Aos 96 anos, Walter recebeu das mãos do deputado Silvio Dreveck (PP), na ocasião representando o presidente Aldo Schneider (MDB), propositor da homenagem, um certificado de reconhecimento pelo feito inédito: “Acima de tudo é um reconhecimento pelo exemplo de homem correto e trabalhador. Um exemplo de que o trabalho faz bem, não só para ele, mas também para a família, para o município de Brusque, para Santa Catarina e para o Brasil”, salientou Dreveck.

Inicialmente contratado como enrolador de tecidos, Walter passou a desempenhar o papel de office boy e, mais tarde, foi direcionado para o setor de faturamento. Hoje, além do caderninho de anotações, ele carrega também um tablet: “De lá pra cá mudou muita coisa. Na minha época era tudo manual, hoje tudo automático. Hoje a internet passou tudo, está mais fácil. Me lembro de fazer o primeiro faturamento de cabeça, não tinha nem máquina de calcular, era tudo de cabeça”, conta.

O contrato de trabalho está com validade até 2021, e se depender do senhor Walter, será cumprido: “Meu plano é trabalhar enquanto minha saúde permitir. Enquanto trabalho, sei que estou bem, minha paixão é o trabalho,”, afirma.

Repórter: Assessoria de Imprensa Alesc
Imagem: Guto Kuerten


Veja também