Geral
Havan adquire transelevador de última geração para o CDH, em Barra Velha
A compra do novo equipamento faz parte do investimento de R$ 70 milhões anunciado para o Centro de Distribuição, otimizando a logística das entregas
por Assessoria de Imprensa New Age 09/10/2019 às 13:25

O Centro de Distribuição do Grupo Havan está recebendo as melhorias previstas para este ano. Já em operação, o transelevador otimiza as entregas  para as unidades da rede em todo o País. O equipamento, considerado o mais moderno da região Sul e único em Santa Catarina, tem capacidade de armazenamento de até 12 mil contentores de produtos e uma velocidade de expedição de 3 a 4 caminhões por hora. A aquisição também reduzirá os custos operacionais, a necessidade de equipamentos de movimentação e os custos de energia e iluminação.

Antes da aquisição havia a necessidade de 30 colaboradores para expedir a mesma quantidade de itens no mesmo intervalo de tempo. “É importante ressaltar que estes colaboradores não foram demitidos e sim realocados para novas áreas do CDH”, diz o responsável pelo Centro de Distribuição, Jean Dalprá. “O novo equipamento aumentou a produtividade do CDH, reduziu tempo e movimentos na operação, diminuiu erros, desvios e avarias de mercadorias e integrou a cadeia logística a partir da completa visualização dos processos.”

Luciano Hang, dono da Havan, diz que “hoje inauguramos uma máquina fantástica. O custo do equipamento foi de R$ 30 milhões. No espaço deste transelevador cabem 300 carretas. Nós adquirimos esta ferramenta de última geração para aumentar o nosso crescimento e a nossa tecnologia, além de chegar com mais velocidade em nossas lojas, fazendo com que a Havan sempre esteja à frente do nosso tempo. Até o fim do ano, nós vamos inaugurar mais um sorter para otimizar ainda mais o nosso CDH.”

Os investimentos no CDH giram em torno de R$ 70 milhões. Dentro do valor, R$ 30 milhões foram utilizados para o crescimento físico. R$ 15 milhões investidos na compra de um novo sorter, que é responsável pela separação dos produtos para envio às filiais de todo o Brasil. Para se ter uma ideia, o sorter atual separa quatro mil produtos por hora e o investimento em um novo sorter fará a produção passar a 13.800 itens nos mesmos 60 minutos. Os R$ 25 milhões restantes foram investidos em tecnologia de expedição, como exemplo o rastreamento por RFID, acelerando o processo de embarque e entrega de mercadoria.

Além dos R$ 70 milhões em melhorias para o CDH, a Havan também investiu R$ 100 milhões na aquisição de mais 185 caminhões para a frota da rede.

Em 2018, a Havan finalizou o ano faturando R$ 7 bilhões. A meta para 2019 é de atingir um faturamento de mais de R$ 10 bilhões e abrir mais 10 lojas. Com isso, a empresa passará de 16 mil colaboradores para mais de 20 mil. “Esse é o Brasil que queremos, com a geração de empregos e o crescimento da economia”, finaliza Hang.

Assuntos: Comunidade
Envie seu comentário sobre esta notícia
Seu nome
Seu telefone
Seu bairro
Sua cidade
Escreva sua mensagem pressione shift + enter para adicionar linha
Todos os campos são obrigatórios
Recomendados