METEOROLOGIA
Nuvens com momentos de sol e possibilidade de chuva fraca
Temperaturas máximas na marca dos 21/24ºC no Oeste e Litoral Sul, 17/20ºC nas demais regiões
por Departamento de Jornalismo - Rádio Araguaia 31/07/2020 às 09:09

METEOROLOGISTA PITER SCHEUER – CHAPECÓ SC

PREVISÃO DO TEMPO PARA SANTA CATARINA

SEXTA-FEIRA (31/07): O ar frio e seco que domina o estado de SC (sistema de alta pressão) favorece tempo estável e ensolarado com pouquíssimas variações de nuvens entre os setores do Oeste, Meio Oeste, Planalto Sul e Litoral Sul. O escoamento de umidade que vem do oceano (padrão de circulação marítima) proporciona um dia de muitas nuvens intercalando com momentos de sol e possibilidade de chuva fraca e garoa mal distribuída entre o inicio da manhã e final do dia/noite entre os setores da Grande Florianópolis, Vale do Itajaí, Planalto Norte e Litoral Norte. Temperatura baixa com mínimas na marca de 2/5ºC no Oeste, Meio Oeste, Planalto Sul e Litoral Sul. Formação de geada bem isolada da parte alta do Oeste aos Planaltos, baixadas acima dos 700/1000 m. Já no Vale do Itajaí e Norte do estado, mínimas entre 8/11ºC. No Topo da Serra as mínimas podem chegar -3/0ºC com formação de geada nas baixadas e vales. Máximas na marca dos 21/24ºC no Oeste e Litoral Sul, 17/20ºC nas demais regiões. Vento de norte a nordeste com velocidade de 30/50 km/h no Oeste e Meio Oeste e com 15/30 km/h nas demais regiões. 


TENDÊNCIA DO TEMPO PARA AMANHÃ

SÁBADO (01/08): Uma massa de ar seco (alta pressão atmosférica) mantém tempo firme e ensolarado com pouquíssimas variações de nuvens entre os setores do Oeste, Meio Oeste, Planalto Sul e Litoral Sul. O fluxo de umidade proveniente do oceano (padrão de circulação marítima) proporciona um dia de muitas nuvens intercalando com momentos de sol e possibilidade de chuva fraca e garoa mal distribuída entre o inicio da manhã entre os setores da Grande Florianópolis, Vale do Itajaí, Planalto Norte e Litoral Norte seguido de tempo mais seco (nublado a sol). Temperatura baixa pela manhã com mínimas na marca de 5/8ºC no Oeste, Meio Oeste, Planalto Sul e Litoral Sul. No Topo da Serra as mínimas podem chegar -3/0ºC com formação de geada nas baixadas e vales. Máximas na marca dos 24/27ºC no Oeste e Litoral Sul, 17/20ºC nas demais regiões. Vento de norte a nordeste com velocidade de 30/50 km/h no Oeste e Meio Oeste e com 15/30 km/h nas demais regiões.

AGROMETEOROLOGIA

►Condições favoráveis às atividades ao ar livre: boa na maior parte de SC, risco em pontos do Nordeste do Estado e Grande Fpolis (mais nas regiões de serra e morros e áreas próximas) para as atividades de média e longa duração. Fazer um pente fino no terreno e retirar qualquer objeto que possa acumular água, combatendo o mosquito da dengue.

► Em hortas comerciais atenção com o frio em relação a doenças e pragas de clima frio na semana. Geada bem pontual nas áreas altas de baixadas com risco de danos em vários pontos do estado acima dos 800/1000 m. Começará a ter necessidade de irrigação. Segue bom para as culturas de inverno. Para todas culturas de inverno é mais tranquilo se tiver água a disposição para irrigação ao longo do ciclo (momentos de estiagem a frente). Bom para adubação orgânica e química em bananais e outras fruteiras. Nas hortas comerciais bom para adubação nitrogenada.

► Na implantação de novo pomar ou reposição de mudas é muito importante manter as mudas com boa umidade. Já temos pouca chuva no decorrer deste mês em boa parte de SC. Deve ser mais irregular e pouca em agosto. ECONOMIA DE ÁGUA!

► Começa a ter condições boas para propagação do fogo do Oeste ao Centro e Sul nos próximos dias e em todo o estado na semana que vem. Evitar ao máximo as queimadas.

► A estiagem traz prejuízos nas culturas fora de época e de época (confirmou o alerta dado em fins de janeiro e fevereiro). Foi a estiagem mais severa no Topo da Serra em 66 anos de dados (São Joaquim) no intervalo de junho de 2019 a junho de 2020. Continua ainda.

►Os efeitos da estiagem foram bem suavizados em junho com chuva mais significativa a bem forte em diversas áreas de SC. No decorrer de julho a chuva já está mais reduzida em boa parte do estado, acentuando na segunda quinzena. Aproveitar o máximo para reservar a água em açudes e cisternas. A estiagem não acabou, apenas uma trégua (como aconteceu ano passado em alguns intervalos). A chuva suavizou o quadro, sem resolver de vez.

► Bom o quadro em junho e começo de julho em termos de umidade, suavizou os efeitos da estiagem na fruticultura. Usar com  muito bom senso a água. O frio está sendo muito bom neste ciclo com boas somas de horas de frio e unidades de frio, seguindo o previsto no fim do verão (outono inverno mais para frio).

 ► Reservar mais água nos açudes, especialmente nas hortas comerciais em todo o estado. Reservar água para as culturas de inverno reformando e ampliando os açudes, fazer novos açudes (dentro da legislação) e aproveitar a água de telhados na propriedade (cisternas) obtendo ajuda da Epagri local. Aproveitar ao máximo a trégua na estiagem que aos poucos está retornando

► Bom para fazer a poda (mais grosseira) de inverno em algumas fruteiras de clima temperado. O ideal é retardar o máximo possível a poda inverno/primavera das fruteiras de caroço e variedades precoces de videira (risco alto de geada na florada e frutificação). No caso das fruteiras de caroço recomendo deixar florescer e frutificar para depois fazer a poda.

► Começando a ter florescimento precoce de frutas de caroço (variedades poucos exigente em frio), maior atenção com a geada agora em agosto e setembro.

► Culturas de inverno sem irrigação terão problemas neste ciclo. Economizar o máximo possível quem tiver açudes para isto. Assim como reservar água para o combate a geada na época certa. No mês de agosto começa a preocupar a chuva mais irregular.

► Safra de trigo no Planalto Norte e região de Campos Novos terá risco mais alto de geada na fase final da cultura (florescimento/enchimentos dos grãos).

► Evitar de deixar o pasto de inverno muito baixo (retém melhor a chuva para infiltração da água no perfil do solo).

► Seguir à risca o zoneamento agroclimático para o plantio da safra de inverno e próximo verão.

Piter Scheuer - Meteorologista - CREA/SC 154169-9

Ronaldo Coutinho – Engenheiro Agrônomo – CREA/SC 26.681-3

Assuntos: Comunidade
Envie seu comentário sobre esta notícia
Seu nome
Seu telefone
Seu bairro
Sua cidade
Escreva sua mensagem pressione shift + enter para adicionar linha
Todos os campos são obrigatórios
Recomendados