Brusque, 24 de outubro de 2017   |   07:10

32ª Fenarreco

Garantir que os visitantes se divirtam com segurança é o objetivo principal dos mais de 70 profissionais que atuam diariamente na 32ª Fenarreco. Quem chega na festa percebe antes de entrar nos pavilhões o trabalho realizado pela Guarda Municipal de Trânsito, que auxilia no controle do fluxo de veículos e na travessia de pedestres ao longo da rua Gentil Batisti Archer.

Logo na entrada, outra função importante é desempenhada pelos funcionários da empresa terceirizada Minister, que age primando pela segurança patrimonial e pessoal durante o evento. De acordo com o coordenador geral da equipe, José Luiz Silva, este ano 35 câmeras de monitoramento estão instaladas por diversos pontos do Centro de Eventos. “Além de ampliar o alcance do nosso trabalho, o monitoramento auxilia em vários procedimentos da Polícia Civil e Militar”.

Em conjunto com os seguranças, a Polícia Militar também busca reprimir a quebra da ordem nos entornos e dentro dos pavilhões. Em média, 25 policiais fazem rondas internas e externas. Segundo o capitão da PM, Ciro Adriano da Silva, o órgão também procura inibir o consumo de álcool e direção. “Além disso, temos um pessoal que registra as ocorrências e direciona os casos de acordo com a sua gravidade”.

Já quem perde um documento ou precisa fazer um boletim de ocorrência dentro da Fenarreco, pode contar com o suporte da Polícia Civil. O posto da unidade está localizado ao lado das catracas de entrada e está aberto diariamente para atendimento. O agente de Polícia Civil, Gilson Carvalho explica que são avaliadas as situações de cada sinistro registrado e, dependendo da condição, são direcionadas à delegacia da comarca.

Serviços incluem atendimento pré hospitalar

Além da segurança, a Fenarreco conta com equipes de atendimento pré hospitalar. No ambulatório da Festa Nacional do Marreco, dois enfermeiros da Secretaria Municipal de Saúde estão a postos para fazer curativos, aferir a pressão arterial, realizar exame de glicose e avaliar a necessidade de encaminhar o paciente para o hospital. Para auxiliar nesse serviço, que já atendeu mais de 100 pessoas até nesta quarta-feira (11), brigadistas circulam pela festa e agentes do corpo de bombeiros ficam à disposição para a condução hospitalar.

O diretor de turismo, Norberto Maestri, destaca que ao todo, sete órgãos de segurança estão envolvidos durante os onze dias de festa. “Mais do que diversão, queremos que turistas, visitantes e festeiros se sintam tranquilos e seguros”, finaliza. 

Repórter: Secom/Prefeitura de Brusque
Imagem: Divulgação


Veja também