Janela Popup com Áudio

Ao Vivo

Publicidade

Estudantes do Colégio UNIFEBE embarcam para Karlsruhe, na Alemanha no domingo (7)

Brusquenses e guabirubenses ficam no país europeu até dia 18 de julho

Fonte: Divulgação

Publicidade

A parceria mantida entre as cidades de Brusque e Guabiruba com o Distrito de Karlsruhe, na Alemanha, proporcionará mais um período de intercâmbio cultural entre estudantes dos dois países. No próximo domingo, dia 7, um grupo de oito estudantes do Colégio UNIFEBE, acompanhados da professora Francine Sens estará na comitiva, ainda composta por dois estudantes em Guabiruba e uma professora da cidade.

A programação do grupo em terras alemãs se estende até o dia 18 de julho. Entre os estudantes do Colégio UNIFEBE, confirmados para participar da edição do intercâmbio estão: Diego Pedrini Babiss; Gabriel Montagnoli Baron; Isabela Cristina Köhler; Isabela Geminiano dos Santos; Julia Caroline Soares; Julia Vanolli Sbardelatti; Maria Laura Leite Torresani e Vinicius Imhof Waldrigues.

Durante a visita, o roteiro contará com pontos turísticos e culturais da região, como museus e parques. O período na Alemanha também vai oportunizar aos estudantes brusquenses e guabirubenses conhecer os aspectos sociais e educacionais, como a interação com os alunos das escolas Berufliche Schule, as escolas técnicas e profissionais do país.

“Esta proposta é voltada para o desenvolvimento integral do aluno, em que Colégio tem em vista proporcionar experiências para eles aprenderem além do que já é previsto no currículo escolar”, descreve a professora Francine Sens, que acompanha o intercâmbio. Ela ressalta a possibilidade de praticar a língua inglesa fluentemente. “Na Alemanha, é muito comum qualquer estudante alemão falar o inglês como segunda língua e de forma fluente. Ver os nossos alunos praticando tudo o que já aprenderam é gratificante. Tem sido uma experiência única”.

Mesmo com a ansiedade pela viagem, a estudante Maria Laura Leite Torresani comemora o fato de poder passar pela experiência com o grupo de amigos. Para ela, a expectativa por conhecer o país europeu se soma à curiosidade por poder conhecer a rotina das famílias e interagir com os estudantes locais, participantes do projeto. “Estou bem animada com o que vamos fazer cada dia, além de ter a oportunidade de passar um tempo com as famílias no fim de semana”, descreve.

Laços culturais
O diretor do Colégio UNIFEBE, professor Leonardo Ristow, reforça vínculo histórico entre as regiões brasileira e alemã e a importância da manutenção dos laços culturais entre as regiões e o papel do intercâmbio em manter os vínculos das famílias de imigrantes com a região.

De acordo com ele, o histórico recente de intercâmbios gera expectativa entre os estudantes e os resultados do projeto são bem avaliados internamente. Para a participação, é necessário passar por uma seletiva e uma preparação, na qual os futuros intercambistas conhecem mais sobre a instituição, região, história da imigração e aspectos relacionados à comunicação.

“Os intercambistas já sabem que têm a missão de manter essa relação e, além disso, desenvolver o idioma. Por mais que a viagem seja para a Alemanha, o idioma utilizado é o inglês, então, essa vivência e imersão contribuem para o aprendizado e fluência na língua inglesa. Os estudantes também terão a chance de viver na residência de uma família alemã por cerca de dez dias, onde experimentarão uma profunda imersão na cultura alemã em aspectos como alimentação, transporte e vida cotidiana, entre outros”, descreve.

A presidente da Fundação Educacional de Brusque (Febe), instituição mantenedora do Colégio UNIFBE, professora Rosemari Glatz, salienta o papel da parceria mantida entre as cidades de Brusque e Guabiruba com o Distrito de Karlsruhe na promoção de intercâmbios e troca de experiências administrativas e projetos de cooperação em infraestrutura e tecnologia. As parcerias são oficialmente desenvolvidas desde o início da década de 2010.

“Manter estes laços históricos e culturais também entre as gerações mais jovens é importante para a Fundação, que sempre teve sua atuação comunitária como um pilar importante, seja com a UNIFEBE, seja com o Colégio UNIFEBE. As experiências e conhecimentos gerados por esse período de intercâmbio pode mudar a vida desses jovens, que passam a conhecer mais sobre sua própria origem e olhar para a cidade e região de uma forma especial e podem transmitir isso para as famílias e intercambistas alemães”, destaca.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Unifebe

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Publicidade

DESTAQUES

Fale Conosco

plugins premium WordPress

Utilizamos cookies para lhe proporcionar a melhor experiência no nosso portal. Conheça nossa Política de privacidade ou clique em continuar no botão ao lado.