FUTEBOL
Chance de ouro: Prata da casa, goleiro Allan Roden comenta oportunidade de defender as cores do Brusque
Acerto com o Brusque é um dos grandes momentos da jovem carreira do atleta
por Esportesc.com 21/01/2022 às 12:17 Atualizado em 21/01/2022 às 12:18
Imagens: Divulgação

Aos 21 anos e ao longo dos seus 1,87 metros de altura, o goleiro Allan Roden vai, pela primeira vez, defender as cores do Brusque FC, clube de sua cidade natal. Formado nas categorias de base do Santos Dumont, o arqueiro foi anunciado pelo Marreco em 7 de janeiro para, inicialmente, ser o terceiro goleiro do clube. O contrato vai até o fim do Catarinense, competição em que o jovem terá a oportunidade de mostrar o seu talento para, quem sabe, permanecer para o restante da temporada.

Ainda vivendo esse momento especial, Allan já iniciou os treinos com os colegas de clube e comemora a oportunidade de defender o Brusque. Antes, o goleiro já havia passado pela base do Athletico, onde esteve por quatro anos, até chegar ao Figueirense. Também tem no currículo passagens pelo Verê, clube do interior do Paraná, e o São Carlos, do interior paulista.O acerto com o Brusque é um dos grandes momentos da jovem carreira do atleta, que festeja o acerto. “Eu esperava um dia ter essa experiência. Representar a cidade onde nasci e cresci sem dúvidas é muito especial para mim. Espero retribuir da melhor forma”, afirma o arqueiro.

Ele diz que a expectativa é a melhor possível para defender as cores do Marreco. “Tenho muita vontade de ajudar o clube a conquistar os objetivos que nós temos. A gente sabe que não é fácil, mas com o trabalho que está sendo feito, sabemos que temos condições”, afirma.

Do lado de fora dos gramados, a torcida será grande. Desde que foi anunciado no clube, o jogador conta que a repercussão foi imediata. “Quando [amigos e familiares] souberam da notícia ficaram muito felizes. Muitos já tinham pedido para eu vir para o Brusque antes mesmo de ter qualquer negociação, então todos ficaram muito contentes com isso”, conta o jogador quadricolor.

Carreira

Nascido e criado no Bateas, Allan é filho de pai comerciante e hoje mora no bairro Azambuja. Sempre faminto por bola, iniciou entre 8 e 9 anos na escolinha do Santos Dumont e, por lá, foi destaque em todas as categorias. Aos 12 anos, passou a ser observado pelo Athletico e foi para a base do Furacão aos 14 anos, assim que teve a oportunidade de ficar alojado. O atleta ficou no Furacão de 2014 a 2019, quando passou a defender as cores do Figueirense.

A paixão pelo gol veio de família, conta o atleta. “Meu pai (Ademir Roden) jogava no gol. Sempre acompanhei ele quando pequeno e fui criando gosto pela coisa”, revela.Coordenador da escolinha do Santos Dumont, Andreone Reis lembra que o jogador sempre foi um atleta muito centrado, e destaque em todas as competições que disputou. “Desde pequeno ele sempre foi um atleta muito dedicado, não perdia um treino. Quando o pai não podia levá-lo, ele saia da Rua Nova Trento de bike e vinha até o Santos Dumont”, comenta.

Para Andreone, a oportunidade de vestir a camisa do Marreco é um grande mérito do atleta, ao mesmo tempo que serve de referência para outros jogadores da escolinha. “O Santos Dumont sempre teve preparadores de goleiros e potencializa aos atletas participarem de competições. Atualmente mesmo temos essa parceria no Sub-15 com o Brusque que é muito importante. E o Allan foi um cara que soube aproveitar essas oportunidades, por ter talento, dedicação e disciplina. Uma pessoa querida por todos e que tem conquistado muita coisa fruto de seu trabalho”, finaliza.

Assuntos: Esporte
Envie seu comentário sobre esta notícia
Seu nome
Seu telefone
Seu bairro
Sua cidade
Escreva sua mensagem pressione shift + enter para adicionar linha
Todos os campos são obrigatórios
Recomendados