BEM ESTAR
Cuidado com lesões causadas por exercícios sem acompanhamento
A má postura, que especialistas atribuem ao trabalho home office, também pode influenciar na incidência de lesões musculares
por Assessoria de Imprensa Midia press 20/09/2021 às 06:41
Imagem: Divulgação

Muitas pessoas têm procurado cada vez mais os consultórios médicos para tratar lesões ortopédicas, causadas algumas vezes por exercícios inadequados, sem acompanhamento, ou por má postura, que especialistas atribuem  aos trabalho home office, principalmente durante a pandemia ou ainda por atividades repetitivas. 

Segundo o médico ortopedista e traumatologista,  Antonio Custodio de Oliveira Filho, membro da Associação Brusquense de Medicina - ABM, não há uma estatística precisa na região, mas a partir dos frequentes relatos de pacientes, se percebe que há uma produção maior e, com isso, a carga horária aumenta e com elas chegam as lesões. 

“A maioria destas patologias afetam a coluna cervical ou, principalmente, ombro e punho, que são as tendinites. Isso ocorre, normalmente, por falta de ergonomia no trabalho, como altura da cadeira e mesa, quantidade de horas trabalhadas e falta de descanso durante o trabalho”, explica o especialista, que completa descrevendo que, no Vale do Itajaí, região têxtil, devido a grande quantidade de pessoas que costuram em casa, há mais relatos. 

Ainda segundo o ortopedista, nos últimos anos as empresas tem se conscientizado e oferecido melhores condições de trabalho para seus colaboradores, utilizando cadeiras, mesas e outros equipamentos ergonômicos, como descanso de braços e pernas, principalmente para quem trabalha em fábricas ou no uso de computadores, além de incentivo aos períodos de pausa ou em ginásticas laborais, mas ainda há a necessidade de mais atenção, com orientações para quem trabalha em casa, por exemplo. 

Para prevenir estas lesões, que hoje representam cerca de 70% dos auxílios doença no país, segundo o INSS, o médico recomenda respeito  aos limites de horário de trabalho, descanso e exercícios físicos, mas exercícios de acordo com o que a pessoa pode fazer. De acordo com ele, há pessoas que buscam os exercícios  “mais procurados do momento”, mas não sabem antes se a sua estrutura tem condições de suportar grande quantidade de peso, por exemplo.  

“O exercício adequado, com bom reforço muscular previne lesões, mas tem que ter ponderação. Existe hoje, uma sobrecarga no trabalho, metas a serem alcançadas, porém todo mundo tem limites, que quando o ultrapassado, não tem medicamento que resolva. Além disso, falta bom senso entre atividade física com acompanhamento de profissionais e horas trabalhadas”, conclui o médico.

Assuntos: Saúde
Envie seu comentário sobre esta notícia
Seu nome
Seu telefone
Seu bairro
Sua cidade
Escreva sua mensagem pressione shift + enter para adicionar linha
Todos os campos são obrigatórios
Recomendados