AEDES AEGYPTI
Secretaria de Saúde muda fluxo para atendimentos de pessoas com suspeita de dengue
Um espaço no hospital Azambuja atenderá os pacientes de grau moderado e grave
por Secom - Prefeitura de Brusque 20/05/2022 às 17:35 Atualizado em 20/05/2022 às 17:37
Secom/Prefeitura de Brusque

Com o intuito de ampliar o atendimento das pessoas com suspeita de dengue, a Secretaria de Saúde, por meio da Vigilância em Saúde, a partir de segunda-feira (23), mudará o fluxo de atendimento, a medida foi anunciada durante uma coletiva com a imprensa, na tarde desta sexta-feira (20). Os pacientes devem se dirigir às Unidades Básicas de Saúde (UBS), onde serão avaliados e de acordo com a necessidade encaminhados para o hospital Azambuja, que terá um espaço exclusivo para atender os pacientes com sintomas moderados e graves (B, C e D). Já os pacientes com sintomas leves (A) serão atendidos nas próprias UBS.

De acordo com o secretário, Osvaldo Quirino de Souza, o espaço também contará com hidratação dos pacientes que aguardam por atendimento. “Vamos centralizar, e tratar os sintomáticos desde que cheguem no hospital. A gente sabe a importância da hidratação, com água ou soro, e isso já vamos fazer, e depois o paciente passa pelos exames para ter o diagnóstico, o tratamento e as orientações”. 

Osvaldo orienta para que o sintomático não procure diretamente o hospital. “É  necessário que ele seja encaminhado pela UBS, assim terá já a triagem, e o atendimento poderá ser mais rápido. Exceto nos finais de semana, que teremos um profissional para fazer a triagem no hospital”. O horário de atendimento será das 7h à meia-noite, sete dias por semana. 

Por fim, o secretário, pediu o apoio da comunidade. “O mais importante é que a população se atente a busca dos focos, tomem o cuidado, a população precisa estar conosco para eliminar os focos, para não ter o mosquito. Devem permitir a entrada dos agentes de endemias. No inverno os números tendem a baixar, mas já pensando no futuro no verão, se não tomarmos as medidas agora, teremos meses difíceis em função da dengue ”

Medidas já tomadas

A diretora de Vigilância em saúde, Ariane Fischer, elencou as ações que a Secretaria já realiza. “Os agentes de endemias trabalham diariamente, fiscalizando mais de 57 mil residências e 109 pontos estratégicos, averiguando as denúncias, vindas da Ouvidoria do município e pelo canal do Whatsapp. Eles também com pulverizadores costais passam nas ruas com maior incidência de focos. Além disso, um cronograma de Mutirões D. foi organizado para recolhimento de materiais que possam acumular, bem como 16 caçambas de entulho foram espalhadas pela cidade para descarte correto de lixo”. 

Além disso, em parceria com o Estado, o carro com o fumacê frequentemente vem ao município para pulverização com um alcance maior. Também foi criada a Sala de Situação, com a representação de entidades da cidade para encaminhamento das ações. E por fim, a parceria com a Secretaria de Educação para campanhas educativas nas escolas para o combate da doença.

Assuntos: Saúde
Envie seu comentário sobre esta notícia
Seu nome
Seu telefone
Seu bairro
Sua cidade
Escreva sua mensagem pressione shift + enter para adicionar linha
Todos os campos são obrigatórios
Recomendados