GOLPES
Acusados por estelionato são presos no Rio; mulher de Guabiruba está entre eles
Segundo a polícia, eles viajavam pelo país esbanjando dinheiro oriundo dos atos ilícitos
por *com informações do Jornal O Globo 13/05/2022 às 13:51 Atualizado em 13/05/2022 às 15:05

De acordo com publicação realizada pelo Jornal O Globo, do Rio de Janeiro, quatro acusados de integrarem uma quadrilha de estelionatários que atua em Balneário Camboriú foram presos no Leblon, Zona Sul do Rio. 

A publicação informa que os acusados viajavam o país esbanjando os lucros obtidos por meio de golpes aplicados pela deep web — sites e servidores da internet que não aparecem nas ferramentas de buscas. 

Nas redes sociais, os dois homens e duas mulheres (uma delas de Guabiruba) ostentavam fotos e vídeos passeando de lanchas em praias e ainda curtindo festas em casas noturnas de São Paulo, Mato Grosso, Pernambuco e Bahia. De acordo com as investigações, os prejuízos com os golpes passam de R$ 1 milhão

Segundo a delegada Daniela Terra, titular da 14ª DP (Leblon), após adquirir dados bancários das vítimas, o grupo gerava links falsos de pagamentos em cartões de créditos e transferia altas quantias para contas correntes de “laranjas”. Com os valores, eles realizavam compras de bens de luxo, como joias, celulares e perfumes, para revender em perfis no Instagram.

No Rio, os acusados também ostentavam uma rotina de luxo, com uso de carros e motos importadas, lanchas e jetski. 

Com eles, foram apreendidos um carro Audi Q3, dez celulares, R$ 4 mil em espécie, uma pistola com a numeração raspada, dois carregadores, além de munição.

Na delegacia, chegou a ser oferecido R$ 150 mil aos policiais para serem liberados. Eles foram autuados em flagrante por estelionato, associação criminosa, corrupção ativa e posse de arma de fogo de uso restrito.

Assuntos: Segurança
Envie seu comentário sobre esta notícia
Seu nome
Seu telefone
Seu bairro
Sua cidade
Escreva sua mensagem pressione shift + enter para adicionar linha
Todos os campos são obrigatórios
Recomendados