UNIFEBE
Aluno de Engenharia Mecânica cria projeto de cooperação com a indústria local
Projeto foi desenvolvido pela UNIFEBE em parceria com a ZEN S.A. Indústria Metalúrgica, através do edital IEL/CNPq INOVA TeC
por Assessoria de Imprensa UNIFEBE 17/12/2018 às 05:34

Integração com a cultura local, desenvolvimento técnico no segmento regional e inserção com a indústria nos mais diferentes projetos são os principais pilares que permeiam o curso de Engenharia Mecânica da UNIFEBE. Os resultados destas ações são perceptíveis ao mercado de trabalho, já que cada vez mais os acadêmicos são reconhecidos por projetos desenvolvidos durante sua graduação.

Exemplo disso é o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) do aluno da 10ª fase, Gerson Foster Júnior, 28, que criou um “equipamento para análise de fadiga sob flexão alternada”. O projeto, orientado pelos professores Misael Dalbosco e Alvaro Michelotti, foi desenvolvido pela UNIFEBE em parceria com a ZEN S.A. Indústria Metalúrgica, através do edital IEL/CNPq INOVA TeC — que concede bolsas para estudantes de graduação e auxílio financeiro para a execução das atividades técnicas. 

Foster explica que o intuito da máquina é investigar o comportamento de diferentes materiais, especialmente aqueles adequados para construção de feixes de molas, sob carregamentos cíclicos. O processo de desenvolvimento do produto contou com quatro etapas: projeto informacional, projeto conceitual, projeto preliminar e projeto detalhado.

— A escassez dos recursos energéticos pressionam as indústrias a otimizarem seus processos e produtos. Desta forma, a importância do estudo do comportamento das propriedades dos materiais, aplicados a elementos mecânicos carregados sob regime de fadiga, produzem resultados relevantes para tal necessidade — enfatiza. 

Foster ressalta ainda que toda a experiência que envolveu a construção, montagem, programação e instalação da máquina foram essenciais para sua formação acadêmica. Para ele, a experiência foi marcante e desafiadora.

— Foi um trabalho árduo, pois tive que pensar na ideia do equipamento e criá-lo em apenas um semestre, conciliando trabalho, estudo e família. Precisei aliar teoria e prática e identificar as necessidades do cliente, no caso a ZEN S.A. Indústria Metalúrgica, transformando-as em requisitos técnicos— salienta. 

O coordenador do curso e também do projeto INOVA TeC, Denis Boing, destaca que o acadêmico deixa um legado para a UNIFEBE e para a sociedade. Segundo ele, o equipamento desenvolvido com aplicação de carga, frequência e variações exclusivas para aplicação da empresa parceira vem ao encontro de um dos pilares do curso: a integração entre a instituição e a indústria. 

— A rotina para o desenvolvimento de um projeto deste nível não é trivial, exige dedicação do começo ao fim. Embora o Gerson tenha sido auxiliado pelos professores, o resultado deste ótimo trabalho se deve ao seu esforço e disciplina. E para nós é um orgulho, pois o objetivo é formar acadêmicos com capacidade técnica elevada, que entendem a importância da integração com a indústria e que tenham resiliência e maturidade para realizar projetos com qualidade e eficiência — pontua. 

O Dr. Engenheiro Alvaro Michelotti, gerente de P&D da ZEN S/A e professor do curso de Engenharia Mecânica, ressalta que a estratégia da área de pesquisa e desenvolvimento da empresa é, cada vez mais, consolidar projetos de inovação com instituições de ensino e pesquisa. 

— É uma "semente" que plantamos hoje para que ela frutifique e outros projetos possam ser desenvolvidos a partir desse primeiro. Imagine um centro de pesquisa para o mercado automotivo no campus da UNIFEBE?!. Sim, pode ser somente um sonho hoje, mas que pode estar começando exatamente agora com o projeto INOVA TeC.— salienta. 

Saiba mais 

Para os interessados em saber mais sobre o projeto de Foster, o TCC será apresentado na próxima segunda-feira, 17, às 17h, na Sala 10 do Bloco D da UNIFEBE. Outro projeto que mostra a integração do curso de Engenharia Mecânica com a indústria regional também será apresentado no mesmo dia, às 19h. O trabalho do acadêmico Maico de Andrade, orientado pela professora Susan Thiessen, aborda o “Aproveitamento de calor dos efluentes oriundos do processo de tingimento têxtil” — importante tópico para o setor têxtil da região. 

— A área da Engenharia Mecânica atua diretamente com os sistemas de produção, conservação e transmissão de energia térmica, conhecimentos que podem auxiliar e abrir oportunidades para nossos acadêmicos na indústria regional — analisa Boing

Envie seu comentário sobre esta notícia
Seu nome
Seu telefone
Seu bairro
Sua cidade
Escreva sua mensagem pressione shift + enter para adicionar linha
Todos os campos são obrigatórios
Recomendados