CÂMARA DE BRUSQUE
André Rezini critica mau uso de praças públicas do munícipio
“Nós precisamos que a cidade ajude a cidade, não podemos colocar todo o peso em cima do Executivo”, manifestou o parlamentar
por Assessoria de Imprensa Câmara de Vereadores 23/05/2019 às 18:15 Atualizado em 23/05/2019 às 18:24

Em pronunciamento na sessão ordinária desta terça-feira, 21 de maio, o vereador André Rezini (PPS) chamou a atenção para a situação das praças do município e reclamações de moradores das proximidades. O parlamentar relatou que tem recebido diversas reivindicações de munícipes a respeito de sujeira, barulho e frequente consumo de bebidas alcoólicas nesses locais.

Rezini elogiou o trabalho realizado pela Prefeitura quanto à manutenção, pintura e limpeza destes logradouros públicos, mas frisou que a fiscalização do uso precisa ser aprimorada e que hoje, fica apenas a cargo da Polícia Militar. “Nós precisamos que a cidade ajude a cidade, não podemos colocar todo o peso em cima do Executivo. Não adianta construir bons banheiros públicos e depois de dois meses estar tudo destruído”, manifestou.

Rezini abordou o Projeto de Lei de sua autoria, que deve ser apresentado à análise do Legislativo e tratar do uso desses espaços. Ele sugeriu a organização de uma audiência pública para discutir a proposta, antes da votação, com representantes do Executivo, da Polícia Militar, de associações de moradores e de demais entidades. “Queremos criar um projeto que possa ser fiscalizado, executado e que realmente seja funcional para o nosso município”, disse.

Segundo o orador, o PL deve determinar a proibição de consumo de bebidas alcoólicas nas praças: “Lógico que não gostaríamos de proibir, até porque é lícito, mas às vezes tem que ser na dor. Nem sempre na educação a coisa funciona, as pessoas de bem acabam pagando por quem não tem zelo com o bem público”, salientou Rezini. O vereador Marcos Deichmann (Patriota), em aparte, lembrou do caso dos comerciantes de foodtrucks que vendiam seus produtos em diversos locais e foram realocados para a Praça da Cidadania, podendo ser impactados com o possível impedimento. Rezini concordou com o questionamento e reforçou que a realização de uma audiência pública auxiliará na avaliação desses casos e posterior avaliação dos vereadores.

Assuntos: Política
Envie seu comentário sobre esta notícia
Seu nome
Seu telefone
Seu bairro
Sua cidade
Escreva sua mensagem pressione shift + enter para adicionar linha
Todos os campos são obrigatórios
Recomendados