SAÚDE
Atenção Farmacêutica investe em estratégias para orientar pacientes sobre uso de medicamentos
Uma das ações é o uso de etiquetas coloridas para pacientes com dificuldade de entendimento
por Secom/Prefeitura de Brusque 02/08/2022 às 17:18 Atualizado em 02/08/2022 às 17:22
Secom / Prefeitura de Brusque

Em 2022 a Secretaria de Saúde, por meio da Atenção Farmacêutica, passou a desenvolver o projeto denominado Cuidado Farmacêutico. O objetivo do serviço é focar diretamente no tratamento do usuário, entender as necessidades, as dificuldades para melhorar a adesão, e consequentemente o tratamento da doença.  

A diretora de Atenção Farmacêutica, Patrícia Bernardi Sassi, explica que na prática, os médicos, enfermeiros, técnicos e agentes comunitários de saúde das Unidades Básicas de Saúde (UBSs), percebem alguma dificuldade do paciente e por agendamento direcionam aos farmacêuticos da rede. “São várias as situações, às vezes é uma orientação de horário de tomar o medicamento, a importância do armazenamento correto, enfim, no entendimento da nossa equipe, o medicamento precisa ser usado da forma mais correta para ser de fato um aliado no tratamento das doenças”. 

Uma das intervenções ocorreu com um paciente da Unidade do bairro Rio Branco, nesta terça-feira (02), a farmacêutica, Rita Maria Xenofonte Macedo Kudo, usou as cores para orientar um paciente que possui dificuldade de entendimento. “Fizemos um calendário posológico dos medicamentos, então o paciente faz a identificação da hora de tomar, e qual ele deve fazer uso, pelas cores diferentes, além do uso de figuras, por exemplo em jejum, usei um sol. Para ele ingerir a medicação na hora do café, representei com uma xícara. Parece ser algo simples, mas vai ter um efeito muito positivo na qualidade de vida desse paciente”. 

Patrícia salienta que essa é uma das situações. “Nossa equipe está muito empenhada em auxiliar os usuários, o Cuidado Farmacêutico vem com um foco nas dificuldades individuais de cada paciente. Há uma preocupação não somente em disponibilizar o medicamento, mas sim que o uso seja correto, para que o objetivo do tratamento seja atingido. É um trabalho que iniciou este ano e ainda vai auxiliar muitos usuários com dificuldades”.

Assuntos: Saúde
Envie seu comentário sobre esta notícia
Seu nome
Seu telefone
Seu bairro
Sua cidade
Escreva sua mensagem pressione shift + enter para adicionar linha
Todos os campos são obrigatórios
Recomendados