CONTA DE LUZ
Bandeira tarifária deve ficar verde por muito tempo, afirma ONS
O sistema de bandeiras funciona da seguinte forma: existem as bandeiras nas cores verde, amarela e vermelha - patamar 1 e 2. No patamar 1, o adicional nas contas de luz é de R$ 3,00 a cada 100 kWh; já no 2, o valor extra sobe para R$ 5,00
por Redação 07/12/2018 às 07:03 Atualizado em 11/12/2018 às 06:24

Nesta quinta-feira (6), o diretor-geral do Operador Nacional do Sistema (ONS), Luiz Eduardo Barata, afirmou que a bandeira tarifária verde deve permanecer por "muito tempo". O motivo seria o volume das chuvas, que tem sido satisfatório, e que tem abastecido as principais bacias do país.

O sistema de bandeiras funciona da seguinte forma: existem as bandeiras nas cores verde, amarela e vermelha - patamar 1 e 2. No patamar 1, o adicional nas contas de luz é de R$ 3,00 a cada 100 kWh; já no 2, o valor extra sobe para R$ 5,00.

Recentemente, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou que a bandeira tarifária que vai valer em dezembro será a verde, em que não terá custo adicional nas contas de luz.

Ao longo de 2018, a bandeira tarifária ficou verde somente nos quatro primeiros meses do ano. Em maio, a bandeira ficou amarela e de junho a outubro, a bandeira ficou vermelha nos dois patamares. Em novembro a bandeira ficou amarela e em dezembro vai ficar verde.

Envie seu comentário sobre esta notícia
Seu nome
Seu telefone
Seu bairro
Sua cidade
Escreva sua mensagem pressione shift + enter para adicionar linha
Todos os campos são obrigatórios
Recomendados