ALESC
Dirigente sindical reivindica novo plano de saúde para os servidores da Celesc
De acordo com Silva, a diretoria da Celesc tem se negado a atender a reivindicação temendo comprometer a capacidade de investimento da empresa no estado
por Assessoria de Imprensa Alesc 15/07/2022 às 05:24 Atualizado em 15/07/2022 às 05:25
FOTO: Bruno Collaço / AGÊNCIA AL

O coordenador da Intersindical dos Eletricitários da Celesc (Intercel), Cleber Borges da Silva, ocupou a tribuna da Assembleia Legislativa, na manhã desta quinta-feira (14), para pedir apoio dos deputados estaduais na criação de um novo plano de saúde para os trabalhadores da empresa de energia, que é controlada pelo governo do Estado.

“A criação de um plano de saúde mais acessível é uma necessidade, uma vez que a ampla maioria dos trabalhadores é nova na casa e tem os salários incompatíveis com o custo atual do plano, deixando seus trabalhadores e familiares desassistidos”, disse.

De acordo com Silva, a diretoria da Celesc tem se negado a atender a reivindicação temendo comprometer a capacidade de investimento da empresa no estado. A argumentação, entretanto, foi apontada como inconsistente pelo dirigente, que afirmou que o novo plano custaria um terço do atual, que é terceirizado. “A lógica utilizada é perversa. Enquanto nega a viabilidade de acesso à saúde aos trabalhadores, a diretoria aposta em uma modalidade que precariza as condições de trabalho, expondo os trabalhadores a acidentes que vêm acontecendo recorrentemente e têm sido denunciados pelos sindicatos da Intersindical.”

Ele disse ainda que a categoria seguirá mobilizada até ser atendida no pleito. “Se for necessário, utilizaremos as armas que temos, faremos mobilizações, paralisações e, se for necessário, também greve. Esse, no entanto, não é o nosso objetivo. O objetivo dos celesquianos é conquistar a criação de um novo plano de saúde, mantendo direitos adquiridos do atual plano e retomar sim, a discussão da forma de custeio.”

O dirigente finalizou seu pronunciamento dirigindo-se aos deputados que participavam da sessão plenária. “Novamente, pedimos apoio dos deputados nessa luta, porque garantir condições de trabalho, remuneração e vida dignos aos trabalhadores é garantir o bom atendimento à sociedade catarinense. Celesc pública, bom para todo mundo.”

Envie seu comentário sobre esta notícia
Seu nome
Seu telefone
Seu bairro
Sua cidade
Escreva sua mensagem pressione shift + enter para adicionar linha
Todos os campos são obrigatórios
Recomendados