AUDIÇÃO
Escolas de Guabiruba participam de ação sobre saúde auditiva
A grande atração do dia é uma orelha inflável gigante que foi instalada para facilitar o entendimento das crianças sobre o aparelho auditivo
por Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Guabiruba 16/05/2019 às 13:49

A Escola Padre Germano Brandt recebe durante toda a quinta-feira (16) as atividades do Programa Saúde na Escola (PSE). O tema trabalhado é saúde auditiva e envolve estudantes do 1º ao 5º ano de seis escolas municipais que participam do programa e visitarão o educandário do Aymoré até o final da tarde.

A grande atração do dia é uma orelha inflável gigante que foi instalada no ginásio da escola para facilitar o entendimento das crianças sobre o aparelho auditivo. No lado de dentro, ela simula em tamanhos grandes todas as partes do ouvido.

A estrutura pertence ao Sesi e foi alugada pela Secretaria de Saúde de Guabiruba. As turmas assistem as explicações de uma fonoaudióloga cedida pelo Sesi para entender como funciona a audição e como fazer a limpeza correta da orelha e do ouvido. “Os alunos aprendem sobre vários aspectos, desde o fone de ouvido, tão comum hoje em dia e que pode levar à perda auditiva pelo mau uso, até a forma como os sons são captados e processados pelo cérebro”, explicam as fonoaudiólogas Cláudia Kuhnen e Cristiane Monestel.

Cláudia e Cristiane são servidoras da Prefeitura de Guabiruba e trabalham no NASF (Núcleo de Apoio à Saúde da Família) e na Secretaria de Saúde respectivamente. As atividades contam ainda com a assistência da fonoaudióloga Larissa Dalbosco, da Secretaria de Educação de Guabiruba.

Atividade física

Até o fim do dia, mais de 320 alunos deverão passar pela orelha gigante. Como o espaço tem capacidade para poucas pessoas por vez, enquanto a fonoaudióloga do Sesi recebe os estudantes para as explicações, as outras turmas aguardam do lado de fora praticando atividades físicas.

Essa é outra prerrogativa do Programa Saúde na Escola que, durante a ação na Padre Germano Brandt, fica a cargo da professora Eduarda Schwigert, do NASF. “Proponho atividades envolvendo música, dança e interação. À tarde, como são alunos maiores, vamos fazer uma gincana. A ideia é fazer algo diferente das aulas de educação física que já acontecem no dia a dia da escola”, explica.

Encaminhamentos

A equipe do PSE também orienta os professores, indicando sinais e mostrando o que deve servir de alerta para uma possível deficiência auditiva. “Quando um professor identifica algum problema, é orientado a encaminhar o aluno à unidade de saúde”, explica Cristiane. 

Sinais de alerta para Perda Auditiva:

●        Atraso no desenvolvimento da linguagem oral;

●        Não reage a barulhos fortes;

●        Pede para aumentar o volume da TV constantemente;

●        A fala da criança é de difícil entendimento, vocabulário restrito;

●        Expressão confusa quando recebe ordem ou quando lhe perguntam alguma coisa oralmente;

●        Substitui e omite sons na fala e escrita;

●        Apresenta qualidade vocal pobre;

●        Histórico de dores de cabeça e infecções do ouvido;

●        Aparentemente desobediente quando as ordens são feitas por meio da fala;

●        Dificuldades em prestar atenção na fala, tornando-se dispersa;

●        Não responde quando é chamada oralmente;

●        Confunde direções ou não consegue compreender;

●        Evita pessoas, brinca sozinha, parece ressentida ou irritada; está sempre indisposta, inquieta ou tensa;

●        Dá respostas erradas às perguntas formuladas oralmente;

●        Dificuldade de compreensão e concentração nas aulas;

●        Apresenta dificuldades na alfabetização;

●        Não se desenvolve bem na escola.

Envie seu comentário sobre esta notícia
Seu nome
Seu telefone
Seu bairro
Sua cidade
Escreva sua mensagem pressione shift + enter para adicionar linha
Todos os campos são obrigatórios
Recomendados