R$ 70 milhões

Estado e Celesc celebram acordo que prevê economia nas despesas da administração estadual

O evento contou com o governador Jorginho Mello, o presidente da Celesc, Tarcísio Rosa e o procurador-geral de Justiça, Fábio Trajano
por Secom / Governo de SC 28/11/2023 às 17:20 Atualizado em 28/11/2023 às 17:23
Foto: Eduardo Valente / GOVSC

O Governo do Estado e a Celesc assinaram, nesta terça-feira, 28, um acordo de cooperação técnica que prevê uma economia de energia de aproximadamente R$ 70 milhões, no período de cinco anos, para a administração estadual. O evento contou com a presença do governador Jorginho Mello, do presidente da Celesc, Tarcísio Rosa, do procurador-geral de Justiça, Fábio Trajano.

A parceria prevê a troca de experiências na gestão da energia consumida pelos órgãos do Poder Executivo, buscando a eficiência, a redução das despesas do Estado com a energia elétrica, e a possibilidade de desenvolvimento de novos negócios pela Celesc, atuando no mercado livre e na implantação de fazendas solares.

Para as unidades de grande consumo de energia, atendidas no sistema de alta tensão, como a Secretaria de Estado da Educação, Secretaria de Estado da Saúde, hospitais e penitenciárias, o que equivale a cerca de 320 unidades consumidoras, será estudada a compra de energia no Mercado Livre Varejista.

Para as unidades atendidas pelo sistema de baixa tensão, que totalizam aproximadamente 3.400 unidades consumidoras, será avaliada a possibilidade de compensação da energia consumida por meio de fazendas solares, que a Celesc já vem implantando.

“É a melhor forma que nós encontramos de potencializar, de modernizar, de economizar todas as demandas que nós temos. Energia é algo que todo dia a gente tem que pensar, quanto mais energia limpa melhor. O estado é um estado que precisa muito melhorar essa qualificação. Estamos chamando todas as possibilidades para que a gente dê ao nosso empresário a quem necessita dessa energia, gerenciado pela nossa Celesc, melhores condições.”, destaca Jorginho Mello, lembrando que a previsão de economia com a mudança seria de R$ 12 milhões por ano.

Para o presidente da Celesc, Tarcísio Rosa, esta parceria reforça o compromisso da Celesc com a eficiência e a prestação de serviços de qualidade ao Estado. Além disso, frisa ele, simboliza a Celesc se fortalecendo dentro do Mercado Livre ao lado do Estado e desenvolvendo a expansão das energias renováveis. “A Celesc vem buscando se tornar uma empresa que oferece soluções em energia aos clientes. Então nossa parceria com o Governo do Estado busca trazer economia e eficiência, reduzindo as despesas com energia e viabilizando novos negócios para a Celesc”, ressalta o ele.

R$ 15 milhões de novo edital do Programa de Eficiência Energética

No mesmo evento, o Governo do Estado e a Celesc anunciaram R$ 15 milhões em novo edital do Programa de Eficiência Energética Aneel/Celesc. O recurso já está disponibilizado para qualquer cliente da Companhia que possua um CNPJ submeta propostas visando à economia de energia em seus estabelecimentos.

Do valor total, serão disponibilizados R$ 7,5 milhões para o Setor Industrial e Residencial, e outros R$ 7,5 milhões para as demais classes de consumo.

Na oportunidade também foram assinadas as ordens de serviço de mais de R$ 12 milhões de 10 projetos selecionados na chamada pública 2022.

A seleção desses projetos representa uma abordagem diversificada e abrangente para aprimorar a eficiência energética em várias áreas, como hospitais, asilos, instituições de ensino, iluminação pública e prédios públicos. As ações incluem iniciativas de modernização tecnológica, educação e conscientização sobre o uso responsável de energia, além de implementação de práticas inovadoras visando a redução de desperdícios.

“É uma grande honra poder anunciar, ao todo, mais de R$ 27 milhões em projetos de eficiência energética, um recurso que está transformando a infraestrutura elétrica das cidades. É o governo do Estado e a Celesc impulsionando o desenvolvimento sustentável das cidades e instituições e gerando economia. Feliz em estar aqui com agentes públicos e representantes de instituições comprometidas com o meio ambiente”, ressalta o governador Jorginho Mello.

O presidente da Celesc, Tarcisio Rosa, também exaltou o programa. “Este investimento não apenas fortalece a Celesc como uma empresa inovadora, mas também fortalece nosso compromisso com a melhoria da infraestrutura energética do Estado. São projetos como a instalação de lâmpadas led em cidades, aquecimento de piscinas e geração fotovoltaicas em hospitais e instituições de ensino, iniciativas que nos orgulham muito. A eficiência energética é o caminho para um futuro mais sustentável”, frisa o presidente

Estudos para exploração de potencial energético de barragens

No mesmo evento foi assinado um protocolo de intenções entre Governo do Estado e Celesc Geração S.A. que visa realizar estudos de viabilidade técnica, ambiental, econômica e jurídica sobre a exploração de potenciais hidrelétricos das barragens de contenção de cheias do Sul, em Ituporanga, Oeste em Taió e Norte, em José Boiteux. O objetivo é incrementar a capacidade de geração de energia elétrica limpa em Santa Catarina.

Uma vez identificada viabilidade dos potenciais de geração de energia, a Celesc faria as adequações necessárias e passaria a operar as barragens. “O gerenciamento das barragens é uma necessidade, porque a gente sofreu tanto agora nas cheias, que nós estamos passando as nossas barragens para serem supervisionadas e gerenciadas pela Celesc, que já sabe fazer nas suas. É um pedido que eu fiz ao presidente Tarcísio para a gente desenvolver um estudo para ver se dá pra gerar energia em todas essas barragens que já estão construídas e em mais duas que a gente quer fazer. Se der para gerar energia a gente vai tirar o faturamento, desconta o que a Celesc vai gastar e o que sobrar nós vamos investir em proteção ambiental. Desassorear rios, fazer todos os projetos para diminuir as dificuldades que a gente passa todo ano com enchentes”, disse Jorginho Mello, lembrando o trabalho da Celesc nos consertos e operação das estruturas de Taió e José Boiteux.

Para o presidente da Celesc, Tarcísio Rosa, “essa parceria reforça o compromisso da Celesc na cooperação com o Estado em defesa de Santa Catarina. “A Celesc tem grande potencial de ampliar sua atuação no Estado, como na geração de energia e parceria com a Defesa Civil”, frisa o presidente.

Energia solar: Celesc firma convênio com o MPSC

Por fim, ainda foi firmado convênio entre a Celesc Geração e o Ministério Público de Santa Catarina, que passará a usar a energia da nova Usina Fotovoltaica da companhia, localizada em Campos Novos, que está prestes a ser inaugurada.

O investimento do MP é zero. A instituição assina agora e já começa a usufruir do benefício, que é a redução de 10% na despesa de energia sobre o consumo compensado pela geração da usina.

“Mais do que economia para o Ministério Público, algo em torno de R$ 300 mil ao ano, nós estamos tratando aqui de mudança de cultura, de investimento em energia limpa. Nós vamos ter muito orgulho de dizer pros nossos filhos, pra sociedade, pros nossos colaboradores que a energia usada pelo MP é uma energia fornecida pela Celesc e uma energia que vem de fonte solar. Então nós estamos aqui cumprindo também com o princípio da eficiência, o principio da economicidade. Eu diria que nós estamos fazendo história”, ressaltou o procurador-geral de Justiça, Fábio Trajano.

" O conteúdo deste e-mail é estritamente confidencial e destina-se apenas ao destinatário especificado. É proibido modificar ou compartilhar o seu conteúdo com qualquer terceiro sem o consentimento por escrito do remetente. Se este e-mail chegou por engano, por favor nos informe para que possamos garantir que isso não aconteça no futuro e exclua a mensagem. " 

Envie seu comentário sobre esta notícia

Seu nome
Seu telefone
Seu bairro
Sua cidade
Escreva sua mensagem pressione shift + enter para adicionar linha
Todos os campos são obrigatórios

Recomendados

WhatsApp