BRUSQUE/ITAJAÍ
Iniciado processo de desapropriação das famílias no trevo da BR 101
Prefeitos estiveram no local na manhã desta quarta-feira (9) em reunião com secretário de Estado da Infraestrutura e Mobilidade
por Secom/ Brusque 09/06/2021 às 12:16 Atualizado em 09/06/2021 às 12:24
Secom/ Brusque

O prefeito de Brusque, Ari Vequi, esteve na manhã desta quarta-feira (9) no entroncamento entre a BR-101 (Rodovia Antônio Heil e Contorno Sul), entre os municípios de Itajaí e Brusque. Na oportunidade, o prefeito de Itajaí, Volnei Morastoni, entregou ao secretário de Estado da Infraestrutura e Mobilidade (SIE), Thiago Vieira, o Levantamento Socioeconômico para o início do processo de desapropriação. Foi agendado para segunda-feira (14) a presença de técnicos da secretaria para dar início ao processo de negociação com as famílias e os proprietários da região. 

Serão construídos no local: quatro alças, dois elevados paralelos às marginais e uma ponte na entrada de Itajaí, na Contorno Sul. Com as obras concluídas, o trevo não terá nenhum ponto de intersecção e serão resolvidos os problemas de congestionamento. 

“O desenvolvimento da região está todo travado aqui. A nossa economia sai por esta rodovia. Brusque é uma cidade industrial, que realmente precisa dessas alças para que possamos fazer o deslocamento das nossas mercadorias, para chegar aos portos da região. Então, nossa cidade realmente vive um gargalo. Por isso, junto com o prefeito de Itajaí, viemos brigando por muitos anos por essa obra. Finalizamos a duplicação, mas agora faltam as alças”, ressalta o prefeito de Brusque. 

Vequi explica que depois de muito tempo de conversa com o Governo do Estado, a questão das desapropriações será resolvida. “O Estado tem o recurso e agora chegando a um denominador comum com as famílias e com os proprietários nós poderemos iniciar esta obra tão importante para a região de Itajaí e Brusque, principalmente para o desenvolvimento econômico dessa região”, afirma.  

De acordo com o prefeito de Itajaí, diversas famílias ocupam a área que precisa ser desapropriada, para a realização das obras. “Estamos nos encaminhamentos finais das desapropriações, que serão feitas aqui, pois teremos quatro alças e em um dos pontos, temos sete famílias que ocupam uma área há muitos anos. Neste sentido também, então buscamos uma parceria entre a prefeitura de Itajaí e de Brusque com o Estado, para podermos colaborar no reassentamento dessas famílias, e, desta forma, proporcionar todas as condições ideais para dar a Ordem de Serviço e iniciar esta obra que está toda programada”, ressalta Morastoni. 

O secretário reitera que o governo do Estado está com a responsabilidade de executar o elevado e buscou parceria com as prefeituras. “O que está impedindo a execução não é o financeiro. O governador Moisés determinou que fosse executado, então temos a vontade política, o recurso, a aprovação do projeto e a empresa contratada. Precisamos resolver a questão da desapropriação. Eu sei que a comunidade aqui já esperou muito, mas agora que já temos todo o levantamento de desapropriação e soluções para assentamento de algumas famílias, acredito que vamos iniciar logo essas obras”, completa Vieira.

Assuntos: Trânsito
Envie seu comentário sobre esta notícia
Seu nome
Seu telefone
Seu bairro
Sua cidade
Escreva sua mensagem pressione shift + enter para adicionar linha
Todos os campos são obrigatórios
Recomendados