GRUPIA
Instituto Bom Samaritano é criado durante reunião do GRUPIA
Por aclamação, estatuto foi aprovado pelos conselheiros na manhã desta quinta-feira, 14 de março
por Departamento de Jornalismo - Rádio Araguaia 14/03/2019 às 11:47

Na assembleia do Grupo de Proteção da Infância e Adolescência – GRUPIA, desta quinta-feira (14) foi  criada a Associação Instituto Bom Samaritano – AIBS.  Segundo um de seus idealizadores, Paulo Vendelino Kons, “de inspiração cristã, a Associação Instituto Bom Samaritano – AIBS buscará soluções efetivas e essenciais para demandas da comunidade, auxiliando o Poder Público no seu dever de garantir a dignidade de cada pessoa”.

Um dos líderes da nova organização, o Presidente da Academia de Letras do Brasil – seccional de Brusque, Dr. Marcos Eugênio Welter,  foi indicado à presidência da entidade. Ele define o Instituto como “um coletivo de pessoas físicas e organizações, impulsionadas pelo amor de Deus, trabalhando sempre na construção do bem comum, enquanto bem de todas as pessoas e da pessoa toda”.

Incentivador da criação da AIBS, o diretor do Grupo Gracher, Sandro Ricardo Gracher Baran, enaltece ser “uma iniciativa transformadora: gerar energia, alegria e bem-estar, por intermédio do amor incondicional, aquecendo os que estão na apatia, promovendo uma injeção de energia, física e social, na sociedade e nas pessoas que não mais se indignam com as injustiças”.

OBJETIVOS DO BOM SAMARITANO

A Associação Instituto Bom Samaritano tem por objetivo geral apoiar a outras organizações sem fins econômicos, pessoas físicas e a órgãos do setor público com atuação nas áreas de promoção da família, assistência social, saúde, educação, esporte, lazer, meio ambiente, atendimento a pessoas com necessidades especiais, além de outras a serem definidas em Assembleia Geral, bem como a execução direta de projetos e programas inovadores de promoção do desenvolvimento econômico, social e de combate à pobreza, promoção da ética, da paz, da cidadania, da democracia e de outros valores universais, bem como estudos e pesquisas, desenvolvimento de tecnologias alternativas, produção e divulgação de informações e conhecimentos técnicos e científicos voltados à promoção do bem comum.

Objetivos específicos:

I – planejar, executar, promover, fomentar, apoiar e avaliar atividades de:

a) promoção da assistência social;

b) promoção da educação;

c) promoção da segurança alimentar e nutricional;

d) estudo e pesquisa, inovação e desenvolvimento científico e publicações voltados à Doutrina da Proteção Integral e aos direitos da criança e do adolescente;

e) promoção dos genuínos, efetivos, fundados e coerentes direitos humanos, com a primazia dos direitos à vida e proteção da saúde, desde a sua concepção até ao seu natural declínio;

f) promoção dos valores espirituais, éticos, culturais e de cidadania da sociedade; 

g) promoção da responsabilidade compartilhada entre Poder Público e Sociedade, fomentando a importância da ativa participação comunitária;

h) promoção do fortalecimento da família, mãe da sociedade, cuja formação constitui um fator decisivo para o futuro da humanidade;

i) defesa, preservação e conservação do meio ambiente e promoção do desenvolvimento sustentável;

j) promoção do voluntariado;

k) promoção do desenvolvimento econômico e social e combate à pobreza;

l) experimentação, não lucrativa, de novos modelos sócio-produtivos e de sistemas alternativos de produção, comércio, emprego e crédito;

m) promoção da honestidade, da verdade, da ética, da paz, da cidadania, da democracia e de outros valores universais;

n) promoção da alimentação adequada e saudável;

o) estudos e pesquisas, desenvolvimento de tecnologias alternativas, produção e divulgação de informações e conhecimentos técnicos e científicos que digam respeito às atividades mencionadas neste artigo 2º;

II – estabelecer parcerias com as organizações da Sociedade Civil que realizam ações em prol da comunidade e do bem comum - como nas áreas da promoção da família, saúde, educação, esporte, lazer, meio ambiente, atendimento a pessoas com necessidades especiais e promoção social;

III – planejar e realizar anualmente, em articulação com a Associação Empresarial de Brusque ou entidade sucedânea, a Mostra de Projetos Sociais de Brusque, com o objetivo de dar visibilidade, reconhecimento e possibilitar a troca de experiências, inspirar a criação de novos projetos, potencializar ações em rede e facilitar a captação de recursos para os projetos sociais;

IV – prestar assessoria aos órgãos governamentais com atuação nas áreas que digam respeito a Associação Instituto Bom Samaritano;

V – promover proteção judicial contra a ofensa aos direitos individuais, difusos e coletivos de crianças, adolescentes, idosos, pessoas com necessidades especiais e hipossuficientes;

VI – gestionar junto às sociedades civil e política, nacionais e internacionais, para obtenção de incentivos financeiros e fiscais, além da captação de receitas e celebração de Termo de Parceria, para atendimento dos objetivos previstos.


Assuntos: Comunidade
Envie seu comentário sobre esta notícia
Seu nome
Seu telefone
Seu bairro
Sua cidade
Escreva sua mensagem pressione shift + enter para adicionar linha
Todos os campos são obrigatórios
Recomendados