PRONUNCIAMENTO
Jean Dalmolin cobra da Recicle a adequada coleta de lixo em rua do bairro São Pedro
Ele apresentou indicação a pedido de moradores da SP-02, que precisam se deslocar até uma caixa coletora coletiva para despejar seus resíduos
por Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal de Brusque 07/06/2021 às 14:54
Foto: Divulgação

Em pronunciamento durante a sessão ordinária da terça-feira, 1º de junho, o vereador Jean Carlo Dalmolin (Republicanos) discorreu sobre proposição de sua autoria apresentada a pedido de moradores da rua SP-02, transversal da rua Medeiros, no bairro São Pedro. A Indicação nº 159/2021 solicita ao prefeito municipal que garanta o cumprimento do contrato existente entre a prefeitura e a empresa Recicle a fim de que esta realize a adequada coleta de lixo naquela via. O texto destaca que “os moradores pagam a taxa de lixo e a rua, além de ser pavimentada, possui espaço para manobras de retorno do caminhão”.

“O caminhão do lixo não entra nessa rua. Os moradores têm um coletor na beira da estrada”, relatou Dalmolin, observando em seguida que, às segundas-feiras, esse coletor costuma ficar repleto de lixo e os resíduos chegam a transbordar do compartimento. “Em pleno século 21, a gente vendo uma vergonha dessa”, afirmou o vereador ao exibir uma foto do local no telão do plenário. “Também tem água passando junto dessas sacolas e desse resto de comida, que é um caso de Vigilância Sanitária”, emendou. 

Em aparte, André Vechi (DC) defendeu que o caso abordado por Dalmolin seja denunciado à Agência Intermunicipal de Regulação, Controle e Fiscalização de Serviços Públicos Municipais do Médio Vale do Itajaí (AGIR) e ao fiscal do contrato na prefeitura para que a empresa seja notificada a respeito das irregularidades. 

“A empresa tem que dar um jeito de recolher o lixo, talvez usando veículos menores. Não dá pra ficar punindo o cidadão, que já paga uma taxa das mais caras e ainda tem que ficar andando metros pra levar o lixo porque é mais cômodo pra Recicle”, disse Vechi.

Líder do governo na Câmara, Nik Angelo Imhof (MDB) atentou para as responsabilidades da AGIR em fiscalizar os serviços prestados pela Recicle, e reforçou o dever desta: “Se ela não consegue fazer a coleta com o caminhão grande, precisa disponibilizar de um veículo menor”. Ao retomar a palavra, Dalmolin pontuou que acataria a sugestão.

André Batisti, o Déco (PL), endossou as colocações dos oradores que o antecederam e lembrou que um pedido com igual teor chegou a ser encaminhado pela Câmara à Recicle ainda em 2018, por meio de proposição da qual ele foi coautor. “É uma pena que já se passaram três anos e ainda não estão fazendo isso”, lamentou. 

Segundo Dalmolin, aproximadamente 30 famílias vivem atualmente ao longo dos cerca de 200 metros de extensão da SP-02. A via tem de quatro a cinco metros de largura, conforme informou. “Os moradores dizem que a todo tempo tem caminhões circulando ali dentro, então não se vê motivos para o caminhão da Recicle não estar entrando”, argumentou o vereador.

Assuntos: Política
Envie seu comentário sobre esta notícia
Seu nome
Seu telefone
Seu bairro
Sua cidade
Escreva sua mensagem pressione shift + enter para adicionar linha
Todos os campos são obrigatórios
Recomendados