BEIRA-RIO
Liberado o trânsito na avenida Governador Luiz Henrique da Silveira
BRUSQUE: A avenida vai ajudar a desafogar o trânsito da avenida Otto Renaux e da avenida Beira Rio
por Secom/Prefeitura de Brusque 13/09/2021 às 05:38
Imagem: Divulgação

Desde às 17 horas deste domingo (12), o trânsito na avenida Governador Luiz Henrique da Silveira, à Beira Rio Margem Esquerda está liberado. A maior obra continua no município trará diversos benefícios para a população e marcará a história da mobilidade de Brusque. Além de  facilitar o tráfego na região, e funcionar como um canal extravasor. A prática esportiva também será um atrativo do novo espaço. 

A avenida com quatro quilômetros tem início na curva ao final da Avenida Arno Carlos Gracher, nas proximidades do Corpo de Bombeiros, no Centro. A via acompanha a margem esquerda do Rio Itajaí Mirim e vai até seu último acesso na Ponte João Libério Benvenutti, no Bairro Santa Terezinha, que liga a Rua Luiz Gonzaga Werner à Rodovia Ivo Silveira.

O prefeito Ari Vequi que participou pela manhã das atividades de lazer que marcaram a liberação também esteve no local quando o trânsito foi liberado. De forma simbólica ele retirou a placa de sinalização e depois disso seguiu de automóvel até o final da avenida. “Fico muito feliz por esse momento, trabalhamos com muito empenho para que a obra ficasse pronta. Tenho certeza que trará grandes benefícios para a nossa cidade”, afirmou ele.

As tratativas da obra tiveram início em 2017 com o programa Avançar Cidades, do governo  federal. No mesmo ano, em dezembro, o projeto foi selecionado. Em 2018 aconteceu o financiamento após aprovação da Câmara de Vereadores. Seguido a licitação foi dada a ordem de serviço em abril de 2020.  Para a execução foram investidos, até o momento, um montante de R$ 24.772.250.

Avenida Governador Luiz Henrique da Silveira em números

Escavações e transporte de materiais - referência caminhões de 10mil m³

Escavação para corte taludes - 25,35 caminhões 

Escavação mecânica de solos inservíveis -  14,12 caminhões

Recomposição com solos retirados de jazida - 13,80  caminhões

Transporte de material com caminhão - 69, 25 caminhões

Proteção das margens do rio

Enrocamento de pedra detonada, arrumada com escavadeira hidráulica - 

diâmetro 0,80 m-1,80 t/m -  6mil 795 caminhões m³

Muro de terra armada

Muro de escama de concreto armado em solo reforçado com fita metálica com

altura de 4,0 a 6,0 - 7.299,00 m²- aproximadamente 1.500 metros lineares.

Drenagem pluvial

5.831,00 m-tubo concreto armado, classe pa-1, dn 300 mm 

222,00 m-tubo concreto armado, classe pa-2, dn 400 mm

160,00 m-tubo concreto armado, classe pa-2, dn 600 mm

249,00 un-boca de lobo simples-grelha de concreto

Pavimentação e passeios 

Pavimentação asfáltica 42.000,00 m² - mais de cinco campos de futebol

Calçadas 20.030,00 m² - cerda de dois campos e meio de futebol

Piso podotátil de concreto - 1.319,26 m²

Meio fio de concreto - quase 12 km

Sinalização vertical e horizontal

Pintura de faixa-tinta base acrílica-espessura de 0,6 mm -712,82 m² 

Pintura de setas e zebrados-tinta base acrílica - espessura de 0,6 mm - 487,19 m²

Tacha e tachão refletivo bidirecional-fornecimento e colocação - 503,00 unidades

Placas de advertência e regulamentação - 74 unidades

Paisagismo

Plantio de grama em placas - 1.723,81 m² 

Hidrossemeadura - 5.584,00 m²

Serviços complementares 

Muro concreto tipo hélice contínua - 300m²

Uma ponte de concreto armado com vão 30 metros e largura de 16,50 metros 

Prolongamento da ponte Mário Olinger com vão 15,50 metros e largura de 15,00 metros

Iluminação

Implantação de 130 postes

Instalação de 267 luminárias

Realizada a instalação de 34 mil 220 metros de cabos

Envie seu comentário sobre esta notícia
Seu nome
Seu telefone
Seu bairro
Sua cidade
Escreva sua mensagem pressione shift + enter para adicionar linha
Todos os campos são obrigatórios
Recomendados