IGREJA MATRIZ
Paróquia celebra Nossa Senhora Aparecida
Imagem da padroeira do Brasil seguiu em carreata para a missa das 19h, na igreja Matriz
por Assessoria de Imprensa Ideia comunicação 14/10/2021 às 13:50
Imagem: Divulgação

Por volta das 17h30 desta terça-feira, 12 de outubro, foi iniciada na Comunidade Nossa Senhora Aparecida, no bairro Steffen, a carreata com a imagem da padroeira, com destino à celebração da missa, às 19h, na igreja Matriz São Luís Gonzaga. Moradores do local e demais devotos acompanharam o percurso, em carros decorados com balões e tecidos que estampavam a imagem da santa. Já no início da missa, a imagem de Nossa Senhora Aparecida recebeu lugar de destaque no presbitério, introduzida em procissão, com cânticos em homenagem à padroeira do Brasil.

“Sempre é bom recordar Nossa Senhora e seu valor como mãe e intercessora, especialmente neste tempo em que vivemos, no qual muitas pessoas recorrem a ela com pedidos de graça e de saúde. Cada um tem a sua história, seus sonhos, seus desafios pessoais, mas a pandemia impediu muitos de manifestarem sua fé em peregrinações ao Santuário de Aparecida. Por isso, esta foi a oportunidade de vir até a Matriz e de sentir de perto a presença da mãe Maria. É bonito ver a alegria e a fé do povo, que se volta para Deus através de Maria”, destaca o pároco, padre Diomar Romaniv.

Para o coordenador da comunidade Nossa Senhora Aparecida, Anderson Francisco Allien, a missa trouxe emoção ao encerramento das festividades em honra à padroeira. “Foram nove dias de preparação para esta data, que também contou com a celebração eucarística em nossa comunidade, na parte da manhã. As pessoas têm um grande amor por esta mãe, que tanto nos acolhe. Quando mais precisamos, ela nos cobre com seu manto sagrado”, destaca. 

Peregrinação

 Durante a celebração, padre Diomar anunciou que a Paróquia São Luís Gonzaga organiza neste momento, uma peregrinação ao Santuário de Nossa Senhora Aparecida, em São Paulo, entre os dias 14 e 17 de julho de 2022. A expectativa é que 15 ônibus partam de Brusque, com o objetivo de consagrar à padroeira do Brasil, as comemorações alusivas aos sesquicentenário de fundação da paróquia, que inicia neste mesmo período, no próximo ano.

Presença de Maria

Durante a homilia, padre Diomar fez memória sobre a presença de Maria na história da salvação, desde a anunciação do anjo, o parto em Belém, a apresentação de Jesus no Templo, o início dos milagres, o encontro com o filho rumo ao calvário, a permanência aos pés da cruz e a participação junto aos discípulos em Pentecostes, no início da Igreja.

“É a presença discreta de mãe, nos momentos de alegria e de tristeza. A mesma presença que volta a ocorrer durante a história, como na experiência dos pescadores com Nossa Senhora Aparecida. Quando olhamos com sensibilidade para a nossa vida, percebemos a presença de Maria, nos momentos bonitos e nos momentos difíceis”, disse padre Diomar.

O pároco ainda citou quatro lugares significativos no Santuário de Aparecida. O primeiro deles, onde permanece exposta a imagem original, uma caminhada de oração e de expectativa até o sublime encontro, que parece acolher a todos como que em um grande abraço. Já o segundo diz respeito às artes sacras, onde é possível esquecer um pouco do mundo lá fora e vivenciar uma experiência de céu.

“Na Capela das Velas sentimos a esperança dos peregrinos em um Deus que é luz e está sempre pronto para nos perdoar. Por fim, na Sala dos Milagres, percebemos a quantidade de pessoas que voltam para agradecer pelas graças alcançadas”, completa. 

Envie seu comentário sobre esta notícia
Seu nome
Seu telefone
Seu bairro
Sua cidade
Escreva sua mensagem pressione shift + enter para adicionar linha
Todos os campos são obrigatórios
Recomendados