Futebol
Primeira parte da retrospectiva esportiva
Em 17 de janeiro, um dos maiores jogadores de todos os tempos pendurou as chuteiras. Campeão mundial em 2002 pela seleção brasileira e duas vezes eleito o melhor jogador do mundo
por Agência do Rádio 01/01/2019 às 08:05 Atualizado em 03/01/2019 às 08:46

Ano de Copa, manutenção da hegemonia na Europa, polêmicas e o adeus a craques do campo e da quadra marcaram o esporte em 2018. Por isso, a primeira parte desta reportagem especial vai fazer você relembrar alguns dos principais acontecimentos que agitaram o mundo do esportivo, no primeiro semestre do ano.

Adeus do “Bruxo”

Em 17 de janeiro, um dos maiores jogadores de todos os tempos pendurou as chuteiras. Campeão mundial em 2002 pela seleção brasileira e duas vezes eleito o melhor jogador do mundo, Ronaldinho Gaúcho anunciou a sua aposentadoria em publicação emocionante nas redes sociais.

Lesão de Neymar

Às vésperas do jogo mais importante da temporada, diante do Real Madrid pela Liga dos Campeões da Europa, o PSG divulgou, em 26 de fevereiro, a lesão no pé direito de Neymar. O jogador ficou fora dos campos durante três meses, depois de ser operado pelo médico da seleção brasileira Rodrigo Lasmar, em Belo Horizonte.

Interferência externa

O mês de abril ficou marcado pela mais polêmica final do Campeonato Paulista dos últimos anos. Apesar do Corinthians ter sido campeão nos pênaltis, o Palmeiras acusou a arbitragem de interferência externa por anular a marcação de um pênalti durante os 90 minutos de jogo. O time alviverde entrou com representações na justiça desportiva para impugnar a partida. A decisão se estendeu até o mês de setembro, quando o Timão foi declarado oficialmente campeão paulista de 2018.

13 vezes Real Madrid

Nos gramados europeus, o Real Madrid consolidou ainda mais sua hegemonia. O time merengue conquistou, em 26 de maio, o terceiro título consecutivo da Liga dos Campeões da Europa, vencendo o Liverpool, por 3 a 1. Além de levar para casa seu 13º troféu da competição, o Real se tornou o primeiro time que ganhou três taças seguidas desde o tricampeonato do Bayern de Munique entre 1974 e 1976. No final do ano, ainda faturou o sétimo Mundial de Clubes da FIFA.

Copa da Rússia

Depois do fiasco em casa, a Copa de 2018 era a chance de redenção para a seleção brasileira. Quem levantou o caneco, no entanto, foi uma rival histórica.

A Copa da Rússia teve início em 14 de junho, com a goleada da seleção anfitriã por 5 a 0 diante da Arábia Saudita. Pela primeira vez na história, o árbitro de vídeo foi utilizado em uma edição do Mundial.

Na fase de grupos, o Brasil estreou com empate contra Suíça e, depois, venceu a Costa Rica e a Sérvia. A Alemanha, então campeã mundial, passou por um vexame histórico e não passou sequer da fase de grupos. Ao ser derrotada pela Coreia do Sul por 2 a 0, os alemães, pela primeira vez desde 1934, não avançaram para as oitavas de final.

No mata-mata, o Brasil venceu o México por 2 a 0. Apesar dos gols de Neymar e Firmino, o personagem do jogo veio das arquibancadas. Um torcedor russo, agitando a bandeira do Brasil, acabou sendo apelidado de “Psicopata do Hexa”.

Fora de campo, jornalistas e torcedoras sofreram assédio. Em um dos episódios, um grupo de brasileiros aparece coagindo uma mulher russa a repetir palavras de cunho sexual. Até quem estava a trabalho na Copa não escapou do machismo. Jornalistas de diferentes países foram surpreendidas por homens tentando beijá-las durante gravações ao vivo.

Neymar cai-cai

No dia 6 de julho, o Brasil foi derrotado pela Bélgica por 2 a 1 e adiou o sonho da conquista do hexacampeonato. Até então esperança brasileira, Neymar ficou marcado pela atuação abaixo do esperado e virou piada mundial pela fama de cai-cai. A internet, claro, não perdoou.

Rolê aleatório

A final da Copa do Mundo foi disputada em 15 de julho. A cerimônia de encerramento, antes de a bola rolar, contou com a participação ilustre de Ronaldinho Gaúcho, que mostrou sua ginga brasileira ao tocar tambor.

França campeã do mundo

Dentro de campo, França e Croácia protagonizaram uma final movimentada, que terminou com vitória francesa por 4 a 2. A seleção croata, liderada por Luka Modric, chegou à decisão após três prorrogações seguidas e sucumbiu ao talento de francês de Mbappé e companhia. França bicampeã mundial!

CR7 na Juventus

Mesmo depois de ter sido eliminado pelos uruguaios, Cristiano Ronaldo foi o centro das atenções durante a Copa. No dia 10 de julho, o Real Madrid anunciou a saída do português após nove temporadas e 450 gols em 438 jogos. O atacante acertou sua transferência para Juventus por 100 milhões de euros.

Esta foi a primeira parte desta reportagem especial. Confira a sequência dessa retrospectiva com mais destaques no calendário esportivo do segundo semestre de 2018.

Assuntos: Esporte
Envie seu comentário sobre esta notícia
Seu nome
Seu telefone
Seu bairro
Sua cidade
Escreva sua mensagem pressione shift + enter para adicionar linha
Todos os campos são obrigatórios
Recomendados