BRUSQUE
Professores são capacitados em metodologia sobre o meio-ambiente
Parceria entre a Unimed Brusque, Sancris, Juniors Achievement e a Secretaria Municipal de Educação vai atender mais de dois mil alunos em 2019
por Assessoria de Imprensa Ideia Comunicação 10/05/2019 às 15:25

Foi realizada na sede administrativa da Unimed Brusque, durante a manhã e tarde desta quinta-feira, 9 de maio, a capacitação de professores que trabalham com as terceiras séries de Ensino Fundamental nas 23 escolas municipais de Brusque. Os educadores conheceram a metodologia “Nosso Planeta, Nossa Casa”, desenvolvida pela Juniors Achievement (JA) que na cidade é realizada com o investimento da Unimed Brusque e da empresa Sancris, e conta com o apoio da Secretaria Municipal de Educação. 

“Assinamos a parceria do projeto no início do mês de abril e agora é o primeiro passo, quando os professores recebem esta capacitação. A expectativa é que a metodologia possa contribuir com os materiais que já fazem parte da grade curricular do terceiro ano e que possibilitem um aprendizado sobre sustentabilidade e meio-ambiente de uma forma lúdica”, explica a gestora de Responsabilidade Social da Unimed Brusque, Camile Rebeca Bruns. 

Parceira da JA desde 2014, a Unimed Brusque já contemplou mais de seis mil estudantes do município com o projeto, que também oferece a metodologia “Vantagens de permanecer na escola” para alunos do oitavo ano do Ensino Fundamental.

“Começamos em 2014 atendendo 250 alunos. Para 2019 a nossa meta é ultrapassar a marca de dois mil estudantes atendidos, graças também ao investimento da empresa Sancris que há três anos é patrocinadora do projeto. Além disso, a Secretaria Municipal de Educação permite que seus professores passem pela capacitação e apliquem a metodologia, o que aumenta consideravelmente o número de voluntários e permite esta atuação em todas as escolas municipais”, pontua.

Segundo Camile, uma das vantagens do projeto é que ele não gera custo nenhum para a prefeitura e escolas, porque é viabilizado através da iniciativa privada. “Mas nós dependemos desta parceira porque ela abre as portas das escolas, envolve os professores na capacitação e, com certeza, faz diferença na educação oferecida pelo município”, acrescenta. 

A analista de Recursos Humanos da empresa Sancris, Nathália Klabunde Habitzreuter, acompanhou a capacitação na tarde de ontem. Para ela, integrar o projeto é ter a certeza de estar contribuindo para a construção de um mundo melhor. “Através da metodologia os nossos colaboradores podem se tonar voluntários e o resultado é bastante positivo”, destaca. 

Durante uma hora e meia, a coordenadora de projetos da JA, Jéssica Vieira, apresentou aos professores a proposta da metodologia “Nosso Planeta, Nossa Casa”, que deve ser finalizada até o início do mês de agosto. Segundo ela, os participantes demonstraram interesse em conhecer o material e já estão ansiosos por esta aplicação em sala de aula. “Estamos plantando sementes importantes, relacionadas ao futuro do nosso planeta. Por isso é necessário agradecer e parabenizar a sensibilidade da Unimed Brusque e da Sancris em promover este trabalho, e o apoio da Secretaria de Educação”, ressalta Jéssica. 

Parceria positiva

A professora Joceli F. de Mello Gallina já trabalhou com a metodologia “Nosso Planeta, Nossa Casa” em anos anteriores e está feliz pela manutenção do projeto. “É um material que diversifica o conteúdo que já apresentamos nas aulas de ciências. Ele fala sobre os recursos naturais, solo, água, animais, ar... Enfim, são aprendizados que as crianças gostam e materiais que facilitam muito nosso trabalho”, esclarece.

Já a professora Danieli Martins vai trabalhar pela primeira vez com o projeto, mas se diz segura depois da capacitação que recebeu. “Acredito que vai ser muito positivo porque os alunos adoram ler. Sempre no final de qualquer atividade eles pedem por leitura e é muito bom contar com mais esse material”, descreve. 

Próximo semestre

Já está confirmada para o segundo semestre de 2019 uma segunda capacitação. Desta vez, a metodologia será “Vantagens de permanecer na escola”, destinada aos alunos do oitavo ano do Ensino Fundamental. 

“A proposta nasce fundamentada na realidade brasileira, com um índice altíssimo de evasão escolar nesta transição do Ensino Fundamental para o Ensino Médio. É importante conversar sobre o assunto e mostrar para o adolescente algumas consequências desta decisão. Ao mesmo tempo, queremos incentivá-lo a permanecer na escola e continuar sua formação, ainda que em cursos técnicos ou no Ensino Superior”, enfatiza Camile. 

Envie seu comentário sobre esta notícia
Seu nome
Seu telefone
Seu bairro
Sua cidade
Escreva sua mensagem pressione shift + enter para adicionar linha
Todos os campos são obrigatórios
Recomendados