Polícia Militar
Programa Proerd retoma as atividades em Brusque
Colégio São Luiz é uma das escolas que voltou a ter a realização do projeto impactado em 2020 por conta da pandemia
por Ideia Comunicação 31/03/2021 às 15:46 Atualizado em 31/03/2021 às 16:08

“O caminho que você escolhe, desde novo, pode ter consequências para o seu futuro”. A frase é uma das lições repassadas em sala de aula pelo cabo da Polícia Militar do 18º Batalhão da PM de Brusque, Julio Cesar Cristóvão, durante uma das aulas que ministra do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd). 

Após ter sido afetado pela pandemia da Covid-19, o programa foi interrompido em 2020, entretanto, retomou às salas de aula em 2021, garantindo lições e aprendizados para a vida dos alunos. 

O Colégio São Luiz, que recebe o Proerd desde 1999, é uma das escolas de Brusque que já iniciou o programa com as turmas do 5º ano, desde o dia 11 de março. Com todos os cuidados de prevenção contra a Covid-19, como uso de máscaras, álcool em gel e distanciamento, as turmas acompanham semanalmente as instruções, oferecidas de forma híbrida: tanto para os alunos em sala de aula, como para os que estão de modo on-line, em suas casas. 

De acordo com o instrutor do projeto, as aulas do Proerd se dividem em 10 lições, com conteúdo diferenciado, onde os alunos recebem orientações sobre responsabilidade, os riscos que correm durante a vida, as consequências das escolhas, o respeito aos outros, a questão do bullying, a importância da rede de ajuda, além de instruções sobre os diversos tipos de drogas lícitas e ilícitas, entre outros. “São orientações sobre o dia a dia da criança, para que ela entenda o convívio em sociedade, para ser uma pessoa correta e responsável. Além disso, neste ano o Proerd tem abordado questões referentes à saúde mental das crianças, impactadas pela pandemia e os reflexos da mesma.  Assim, falamos sobre as pressões que atingem os alunos diariamente, juntamente com as tensões que a pandemia causou em todo o ambiente familiar, sendo este mais um importante eixo trabalhado dentro do programa", afirma Cristóvão. 

Presença nas escolas 

Realizado em todas as escolas das redes particular e pública do município, em 2021 o Proerd completa 22 anos de atuação em Brusque. Por conta da paralização do projeto em 2020, até 2019 o programa formou 1.504.571 alunos em todo o estado de Santa Catarina. 

Com a retomada das atividades, 37 escolas de Brusque, com aproximadamente 83 turmas participam do projeto neste ano, totalizando cerca de 1.950 alunos. "Atendemos ainda os municípios de Guabiruba com nove escolas, sendo dez turmas (uma on-line), e Botuverá com três escolas e quatro turmas híbridas. Dividimos em três períodos de atendimento ao longo do ano: neste primeiro período estão sendo atendidas 24 turmas de escolas municipais e particulares, abrangendo os três municípios citados, com aproximadamente 530 alunos", esclarece o instrutor do programa. Ao todo, além de Cristóvão, outros três instrutores da PM atuam no Proerd, sendo dois fixos e outros dois que acumulam demais funções. 

Um dos momentos mais esperados pelos alunos, escolas e familiares é a Formatura do Proerd, realizada sempre no final dos anos. Para 2021, entretanto, o programa ainda analisa como será a realização da mesma, diante dos impactos da pandemia e decretos. “Este ano estamos fazendo o possível para levar o programa para todas as escolas, na esperança de que a situação da pandemia melhore, já que é um desafio muito grande adaptar o Proerd para as formas híbridas, a fim de atender todas as crianças da melhor maneira. Além disso, estamos analisando o panorama atual para decidir como será nossa formatura, mas devido ao cenário, acreditamos que faremos on-line”, comenta o instrutor. 

Formação para a vida 

Mesmo com os desafios, no Colégio São Luiz e nas demais escolas, as expectativas para o Proerd em 2021 são as melhores. “Os alunos têm um carinho e um vínculo muito grande com o programa e com o instrutor, fazendo com que a comunidade se aproxime da polícia e possa contribuir para a segurança de todos. E é uma alegria e satisfação retomarmos esse projeto que traz resultados tão positivos aos alunos”, comenta o coordenador do 5º ao 8º ano, da Educação Física e das Atividades Extracurriculares do Colégio São Luiz, Fabricio Bado. 

Segundo ele, o Proerd é esperado todos os anos pela comunidade escolar como um todo, já que vem ao encontro do projeto educacional da unidade de ensino, da formação integral do ser humano. “O Proerd já se tornou uma tradição, um componente curricular. E para nós é sempre uma satisfação recebermos a Polícia Militar em nossa escola para abordar assuntos tão pertinentes. É uma formação necessária, ainda mais nesta faixa etária, e vimos que essa ‘semente plantada’ nas turmas do 5º ano faz uma grande diferença para a formação da vida dos alunos. Além disso, o Proerd vem para coroar e complementar outros aprendizados e projetos que temos no colégio”, enfatiza.  

Outro ponto destacado pelo coordenador é em relação aos resultados práticos apresentados pelos alunos do Proerd, que são relatados pelas próprias famílias. “Em alguns casos vimos que os alunos se tornam ‘fiscais’ dos próprios pais, por exemplo em relação ao tabagismo, onde eles controlam os familiares e são os primeiros a chamar a atenção dos adultos, quando há consumo. E com isso vimos sempre um retorno fantástico do projeto”, pontua Bado. 

Para o Tenente-Coronel Otávio Manoel Ferreira Filho, comandante do 18º Batalhão de Polícia Militar de Brusque, poder ver a retomada das atividades do Proerd é uma grande satisfação, pela importância do mesmo, já que faz com que os jovens tomem decisões seguras, convincentes e sadias. “O Proerd reforça os valores pessoais e sociais que o jovem deve ter, visando uma maior e melhor saúde física e mental. É um programa que tem conquistado seu espaço e vimos sempre que as crianças dos 5º anos adoram participar, ter uma experiência diferente, com os instrutores e policiais militares em sala de aula, o que também marca esta fase estudantil. Sem dúvida o Proerd é um programa magnífico que tem agregado muito para a formação dos nossos jovens, para o seu futuro”, complementa. 

Avaliação

Entre os alunos das turmas do 5º ano do Colégio São Luiz, fazer parte do Proerd é motivo de grande satisfação. Isadora Bittelbrunn, 10 anos, estudante do 5º ano 2, vê no programa grandes aprendizados. “Estou achando muito legal, estamos aprendendo muitas coisas, como nos tornarmos pessoas mais positivas, não usar drogas, nos tornarmos pessoas responsáveis, ajudar o próximo, entre outros assuntos. Acredito que no futuro esses ensinamentos irão mudar a minha vida”, declara. 

Da mesma forma, Vinícius de Lemos Boni, 10 anos, aluno do 5º ano 1, compartilha sua opinião, pois acredita que os ensinamentos do Proerd serão para toda a sua vida. “Sem dúvida vou levar para a minha vida o que aprendo aqui, pois sei que quando eu for adulto e alguém me oferecer algum tipo de droga, por exemplo, não irei aceitar, já que com a ajuda do projeto sei as consequências. O Proerd é muito importante e está sendo muito legal participar”, completa.

Envie seu comentário sobre esta notícia
Seu nome
Seu telefone
Seu bairro
Sua cidade
Escreva sua mensagem pressione shift + enter para adicionar linha
Todos os campos são obrigatórios
Recomendados