UNIFEBE
Projeto de Engenharia Mecânica integra a cultura regional
Baja Pelznickel UNIFEBE foi sucesso em competições universitárias e desfiles de Natal de Brusque e Guabiruba
por Assessoria de Imprensa UNIFEBE 13/12/2018 às 09:49

Quando se pensa em um curso de Engenharia é comum imaginar apenas cálculos, projetos complexos e conteúdos aparentemente intangíveis ao senso comum. No entanto, o curso de Engenharia Mecânica da UNIFEBE apresenta para a comunidade uma proposta inovadora e simples, que ensina os acadêmicos com qualidade e eficiência, e também os integra com a cultura regional. 

Exemplo disso é o Baja Pelznickel UNIFEBE, sucesso em competições universitárias de veículos off-road, e que recentemente encantou à população nos desfiles de Natal em Brusque e Guabiruba. O projeto reúne alunos do curso de Engenharia Mecânica que projetam e constroem carros, levando em consideração critérios técnicos sem perder a relação com o entorno. 

O coordenador do curso, Denis Boing, explica que o nome da equipe é uma homenagem à lenda trazida pelos imigrantes da região de Baden-Württemberg, da Alemanha, que colonizaram Guabiruba e Brusque. Ele lembra, inclusive, que o Pelznickel é patrimônio cultural, histórico imaterial de Guabiruba. 

Boing salienta que o objetivo de projetos como o Baja é promover a formação acadêmica, desenvolvimento técnico, alto nível de empregabilidade e ao mesmo tempo inserir nos estudantes o “sentimento de pertencimento” local. 

— Mesmo sendo um curso tradicional, a Engenharia pode ser bastante simples, como a construção de um veículo para o Pelznickel passear ou desfilar. Na UNIFEBE os alunos podem e possuem uma relação muito forte com a cultura da região, o que é primordial para a fixação do conteúdo técnico e também para a integração da Instituição com a sociedade — enfatiza. 

Para o presidente da Sociedade Pelznickel, Fabiano Siegel, é uma grande honra ter o nome Pelznickel em um projeto acadêmico de uma universidade com o porte da UNIFEBE. 

— Nós da Sociedade do Pelznickel temos sempre o intuito de divulgar nossa tradição e assim tornar a região mais conhecida. O projeto do Baja certamente colabora para com esse objetivo — destaca. 

Mercado de trabalho 

O mercado de trabalho exige mais do que competências técnicas. O mundo contemporâneo busca por profissionais que saibam fazer “um pouco de tudo”. Por meio de competições promovidas pelo Programa BAJA SAE, que é uma iniciativa da Society of Automotive Engineers — Sociedade de Engenheiros Automotivos, os alunos de Engenharia Mecânica da UNIFEBE têm a oportunidade de além de simular o processo de desenvolvimento de um produto, criar estratégias de valores de como o protótipo agregará para a sociedade.

O Baja Pelznickel UNIFEBE participou em outubro de uma competição nacional no Paraná, em que além do desenvolvimento técnico aprimorado, o projeto da Instituição chamou atenção pela sua relação com a cultura da região. O professor orientador da equipe, Misael Dalbosco, enfatiza que o projeto é mais um diferencial do curso e que os estudantes assumem, de fato, a responsabilidade pelo trabalho.

— Ensinamos aos alunos com o Baja Pelznickel a vender além da técnica. Se o protótipo fosse um produto e fosse apresentado a um grupo de investidores?! É preciso criar esse pensamento e assim prepará-los para enfrentarem os desafios do mercado de trabalho. Nossos acadêmicos assumem a responsabilidade e sabem que o resultado dependerá desta dedicação e visão holística do todo — ressalta. 

Para o aluno Gabriel Habitzreuter, 23, primeiro capitão do Baja, o projeto lhe impulsionou muito e colaborou para sua formação. 

— Deu trabalho, foram muitas as responsabilidades, tive que tomar decisões importantes, mas foi uma experiência que gostei bastante e que me ensinou a trabalhar melhor em equipe e me preparar para os novos desafios — comenta. 

Equipe 2019

A segunda equipe Baja já está formada para o próximo ano. São 20 alunos, sendo quatro mulheres, o que é uma grande conquista para o curso. Em 2018, 12 alunos integraram a equipe. 

Fernanda Hilleshein, 19, enfatiza que no curso por si só há poucas mulheres, por isso, sente-se feliz em integrar a nova equipe. 

— Para mim é um reconhecimento, é algo bem importante. Entrei por vontade própria porque sei que tudo o que aprendemos em sala de aula é remetido na prática. O Baja é uma vivência que agregará na formação profissional, é algo que as empresas sempre analisam no currículo também — salienta. 

Saiba mais

Conheça o curso de Engenharia Mecânica. Informações no e-mail: engenhariamecanica@unifebe.edu.br ou pelo telefone (47) 3211-7244. 

Envie seu comentário sobre esta notícia
Seu nome
Seu telefone
Seu bairro
Sua cidade
Escreva sua mensagem pressione shift + enter para adicionar linha
Todos os campos são obrigatórios
Recomendados