REDE MUNICIPAL
ROBÓTICA: Profissionais da educação recebem capacitação teórica e prática
Educadores estão sendo preparados para levar o aprendizado aos estudantes do 5º ao 9º ano
por Secom/Prefeitura de Brusque 20/09/2021 às 10:54
Imagem: Divulgação

Torneira automatizada, secador de mãos, caixa de água inteligente e sensor de presença. Estes são os projetos que estão sendo executados na capacitação em robótica pelos profissionais de duas escolas da Rede Municipal de Ensino de Brusque. 

Ao todo, são sete professores e dois monitores que, ao construir os protótipos, estão aprendendo e tendo o acesso prático às novas tecnologias por meio da robótica educacional. Ao final da capacitação, os professores vão estar habilitados para replicar nas escolas o conhecimento adquirido. A meta é, num futuro próximo, oportunizar esta modalidade de aprendizado a todos os alunos do 5º ao 9º ano.

Ainda em fase embrionária, estes projetos iniciais não possuem preocupação estética. Os protótipos de aprendizado são focados na funcionalidade. No entanto, ao realizar o projeto nas escolas os professores já estão orientados para que também haja a atenção para um bom acabamento estético. 

Exposição em dezembro

A secretária de Educação de Brusque, professora Eliani Buemo, explica que, no primeiro encontro, houve aula teórica. A partir do segundo encontro, a dinâmica tem sido de aula teórica e prática ao mesmo tempo, onde os alunos  já vão desenvolvendo, sob a supervisão dos professores, o que foi teorizado, projetando e executando os ensinamentos através dos protótipos. “Por exemplo, o que é preciso para fazer uma torneira automatizada funcionar, colocando a mão na massa”, menciona.

A formação teórica e prática em robótica iniciou em 16 de agosto para três professores e um monitor da EEF João Hasmann e em 19 agosto, para quatro professores e um monitor da EEF Dr. Carlos Moritz. As aulas são presenciais e ocorrem uma vez por semana, no Centro Municipal de Inclusão Digital (CMID), que pertence à Secretaria de Educação e fica situado na Arena Multiuso. Dois professores do quadro de servidores da Secretaria de Educação ministram as aulas.

Até o momento, quatro encontros já foram realizados e a previsão é de que esta etapa seja concluída em dezembro, ao final de 18 encontros, quando, então, uma exposição deve ser feita para apresentar os projetos desenvolvidos.  “Nossa expectativa é continuar o projeto, que nessa etapa é piloto, projetando para o futuro atingir o maior número de escolas possível”, revela Eliani Buemo.

Evolução no ensino

Segundo ela, a formação em robótica busca oportunizar o acesso às novas tecnologias, além de despertar o senso crítico por meio da investigação e planejamento do trabalho em equipe e na resolução de problemas. “Através de robôs programados e maquetes automatizadas, o projeto visa trazer para a prática os conceitos estudados em sala de aula, mostrando a viabilidade da aplicação dos conhecimentos teóricos na rotina e na melhora das condições de vida das pessoas”, acrescenta a secretária.

Para Eliani Buemo, investir na qualificação dos educadores do município é acompanhar a evolução da sociedade. Isso porque a tecnologia tem se tornado uma excelente aliada das instituições de ensino. E nesse contexto, a robótica educacional é uma possibilidade de estimular aspectos diferenciados e trazer ganhos para os processos de aprendizagem. “Esse método contribui para a multidisciplinaridade da educação, desenvolvendo as habilidades de cada disciplina durante a criação dos projetos. Dessa maneira, os alunos assumem o protagonismo e se tornam ativos na construção do seu conhecimento”, finaliza.

O que é 

A robótica consiste em uma série de procedimentos para que um robô seja capaz de executar um conjunto de instruções. Na área educacional, é um método de ensino que incentiva o aluno a construir os próprios conhecimentos por meio de uma ação. Nela, são mesclados materiais não estruturados, como sucatas ou são usados kits de montagem.

Esses materiais são compostos por diversas peças, sensores e motores, controlados por uma placa que permite programar o funcionamento dos modelos montados. Eles garantem ao aluno a oportunidade de desenvolver sua criatividade com a montagem de seu próprio projeto.

Envie seu comentário sobre esta notícia
Seu nome
Seu telefone
Seu bairro
Sua cidade
Escreva sua mensagem pressione shift + enter para adicionar linha
Todos os campos são obrigatórios
Recomendados