IFC BRUSQUE
Sede própria foi oficialmente entregue no Jardim Maluche na tarde desta terça-feira (11/12)
Atualmente, são cerca de 600 alunos matriculados no Instituto Federal Catarinense de Brusque
por Departamento de Jornalismo - Rádio Araguaia 12/12/2018 às 11:05 Atualizado em 14/12/2018 às 05:54

Em ato realizado na tarde desta terça-feira (11), as instalações do Instituto Federal Catarinense de Brusque (IFC) foram oficialmente entregues à comunidade. A solenidade foi marcada pela presença de alunos, autoridades locais e estaduais, além da imprensa e convidados. 

A estrutura conta com mais de cinco mil metros quadrados, sendo  assim distribuídos: dez salas de aula, cinco laboratórios de informática, dois laboratórios multiuso, três laboratórios de química, um de instrumental com equipamentos de última geração e um laboratório de cervejeiro. Hoje, o IFC Brusque conta com cerca de 600 alunos matriculados.

Em 2011, o IFC  iniciou sua presença em Brusque onde atendia na prefeitura. Na sequência, passou a atender num espaço mais amplo, onde iniciou o Ensino Médio. Em 2017 abriu o Ensino Médio Integrado e em 2018 o ensino passou a ser oferecido na sede onde hoje foi entregue à obra finalizada que contou com um investimento superior a R$ 12 milhões.

Para Helio Maciel Gomes, diretor da unidade Brusque do IFC, desde a assinatura do convênio com a prefeitura em 2011 e início das licitações da obra, o caminho foi árduo: “ainda estamos recebendo equipamentos de última geração, que ultrapassam R$ 1 milhão para que os alunos possam usufruir e tenham a melhor formação na área de ensino”, diz.

A reitora do Instituto Federal Catarinense, professora doutora Sônia Regina de Souza Fernandes, destaca a importância do momento para o instituto e para Brusque: “assumimos a gestão em 2016, e ainda faltavam recursos para conclusão da obra, fomos buscar esse recurso em Brasília, com um termo de execução descentralizada, que é um recurso além do orçamento na sua totalidade e conseguimos concluir a obra com carteiras, quadros, televisores, enfim, e, por último a questão de acessibilidade, especialmente a rampa elevatória da Biblioteca”, diz. “Estamos entregando à comunidade uma obra completa, em plenas condições de uso. As instituições desta natureza só existem em função dos estudantes”.

Além do uso para atividades internas do IFC, o local também pode ser utilizado pela comunidade local. “É um espaço público que deve ser usado pela comunidade brusquense”, enfatiza o diretor do IFC Brusque, Hélio Maciel Gomes.

O ato foi encerrado com a implantação de uma cápsula do tempo no solo do instituto, que será aberta daqui a 20 anos. 


Envie seu comentário sobre esta notícia
Seu nome
Seu telefone
Seu bairro
Sua cidade
Escreva sua mensagem pressione shift + enter para adicionar linha
Todos os campos são obrigatórios
Recomendados