ALESC
Sessão tem alerta para crise hídrica e crítica ao passaporte vacinal
Os parlamentares catarinenses estiveram reunidos nesta terça-feira (23/11) em Florianópolis
por Assessoria de Imprensa Alesc 24/11/2021 às 04:59
FOTO: Rodolfo Espínola/Agência AL

Na sessão de terça-feira (23) da Assembleia Legislativa deputados alertaram para os riscos de uma crise hídrica e criticaram o passaporte da vacina, exigido em alguns municípios, como Florianópolis.

“Ao longo dos últimos anos os recursos hídricos estão sendo comprometidos na sua qualidade e quantidade, muitos rios estão definhando, desaparecendo, isso é altamente preocupante, porque além da redução dos rios, percebemos que a qualidade da água está comprometida”, relatou Padre Pedro Baldissera (PT).

Segundo Padre Pedro, além das águas superficiais, as reservas subterrâneas, como o aquífero Guarani, estão sendo comprometidas com poluição, dejetos e resíduos de agrotóxicos.

“Os grandes penalizados somos nós, sem contar com as outras vidas que também serão afetadas”, avaliou Padre Pedro.

Já o deputado Felipe Estevão (PSL) defendeu projeto de lei de sua autoria que proíbe a adoção do passaporte vacinal no território barriga verde.

“A vacinação em Santa Catarina foi um sucesso, por isso o passaporte é controle social, é colocar as pessoas de joelhos”, declarou Felipe, que contou o caso de uma mãe, já vacinada com a primeira dose, que foi proibida de entrar em um hospital para visitar o filho porque não estava com o esquema vacina completo e, portanto, não possuía ainda o passaporte da vacina.

Para Felipe, a medida é autoritária e segrega a população, além do que, segundo o deputado, entre os maiores interessados no passaporte está a Rede Globo, que “mascara a questão das mortes da Covid”.

Retorno ao plenário
Padre Pedro relatou a realização de diversas reuniões e encontros em dezenas de municípios durante os 60 dias em que esteve licenciado.

De acordo com o ex-prefeito de Guaraciaba, as conversas versaram sobre o aquecimento global, alimentação saudável, agroecologia, apicultura, saúde preventiva e práticas integrativas e complementares em saúde.

Assuntos: Política
Envie seu comentário sobre esta notícia
Seu nome
Seu telefone
Seu bairro
Sua cidade
Escreva sua mensagem pressione shift + enter para adicionar linha
Todos os campos são obrigatórios
Recomendados