SEGUNDO SEMESTRE
Troco Solidário Havan arrecada doações para 138 entidades
Somente no primeiro semestre deste ano, o Troco Havan somou quase R$ 5 milhões em doações dos clientes
por Assessoria de Imprensa Havan 17/09/2021 às 13:40
Imagem: Divulgação

A Havan, rede varejista que conta com 164 filiais em 20 estados brasileiros, está realizando a campanha Troco Solidário referente ao segundo semestre de 2021. Nesta edição, 138 instituições serão beneficiadas com os valores angariados por meio de contribuições dos clientes Havan e, por isso, a adesão do público faz toda a diferença.

O Troco Solidário Havan é realizado há 11 anos em toda a rede com duas edições anuais, uma em cada semestre. Com isso, é possível ajudar uma média de 160 entidades edição. Estima-se que mais de 1,5 mil iniciativas já receberam doações ao longo dos anos e os valores arrecadados se aproximam dos R$ 50 milhões. Somente no primeiro semestre deste ano, o Troco Havan somou quase R$ 5 milhões em doações dos clientes. Os valores foram destinados para 133 instituições sociais presentes nas cidades onde a Havan possui filial.  

O dono da Havan, Luciano Hang, enfatiza que a campanha é uma demonstração de como uma corrente do bem pode se formar quando cada um faz a sua parte. “Ano após ano o Troco Solidário só cresce. Agradecemos a todos que acreditam na ação e fazem a sua contribuição. O Troco Solidário é um trabalho de quatro mãos, em que os colaboradores conscientizam os clientes sobre a importância da doação e os clientes, por sua vez, reconhecem o quanto o trabalho social destas entidades é importante. Cada um ajuda um pouco e no final, isso se torna algo grandioso. Ficamos muito felizes em ver o quanto as pessoas são solidárias”, afirma.

Como ser beneficiado?

Para participar da campanha Troco Solidário Havan as instituições devem procurar uma das 164 megalojas Havan e cadastrar a sua instituição. As entidades beneficiadas são definidas pela gerência das lojas, oportunizando que as filiais se aproximem ainda mais comunidade onde estão inseridas. Antes de serem definidas como beneficiadas, as instituições passam por avaliação e é necessário que tenham CNPJ próprio, conta bancária em seu nome, estatuto social e idoneidade. 

Envie seu comentário sobre esta notícia
Seu nome
Seu telefone
Seu bairro
Sua cidade
Escreva sua mensagem pressione shift + enter para adicionar linha
Todos os campos são obrigatórios
Recomendados