o Bloco A
UNIFEBE recebe exposição Brusque Antiga em Miniaturas
Réplicas em madeira foram doadas à instituição pela família do artista
por Assessoria de Imprensa Unifebe 12/11/2021 às 15:43 Atualizado em 12/11/2021 às 15:44
Imagem: Divulgação

Com as pequenas peças em madeira expostas no átrio do Bloco A, do Centro Universitário de Brusque (UNIFEBE), é possível viajar no tempo e voltar a Brusque de anos atrás. A exposição Brusque Antiga em Miniaturas conta com réplicas das construções da Igreja Luterana Paróquia Bom Pastor, a antiga Igreja Matriz do Centro e até a icônica chaminé das Fábricas de Tecidos Carlos Renaux. As peças foram esculpidas à mão pelo artesão brusquense, Aurelino de Souza, popular Kiko, que faleceu em março deste ano. 

Para manter viva a memória de Kiko e a história de Brusque, suas filhas Ivone, Mariléia e Marise, doaram as peças para a UNIFEBE. O termo de doação foi assinado durante o lançamento oficial do 19º Natal Solidário. “Entrar na faculdade sempre foi um grande sonho do meu pai. Por isso, estamos muito felizes em doar para a UNIFEBE e, dessa forma, doar para toda Brusque essas artes feitas com tanto carinho e cuidado”, enfatizou Marise de Souza Gartner.

A Exposição Brusque Antiga em Miniaturas faz parte da decoração de Natal deste ano da UNIFEBE. “Todos os anos preparamos nossa universidade para a chegada do Natal e buscamos sempre trazer cores e decorações, que remetam à cultura e história do nosso povo. A exposição de réplicas em miniaturas propõe exatamente essa reflexão, de onde viemos e qual o futuro que queremos. Agradecemos imensamente à família pela doação e queremos tornar essa exposição, um espaço de celebração da nossa memória”, salientou a reitora da UNIFEBE, professora Rosemari Glatz.

O artista

Morador do bairro Santa Terezinha, em Brusque, Kiko utilizou seu talento manual para transformar suas lembranças e pesquisas nos livros da biblioteca pública, em réplicas das casas alemã e italiana, engenhos, olaria, carros de mola e igrejas. A produção, que durou por quase 30 anos, só pausava nos dias de dança.

Agora, toda a população pode prestigiar as artes em miniatura, de uma Brusque nostálgica e pequena. A exposição no átrio do Bloco A, da UNIFEBE, é gratuita e aberta a todos. 

Envie seu comentário sobre esta notícia
Seu nome
Seu telefone
Seu bairro
Sua cidade
Escreva sua mensagem pressione shift + enter para adicionar linha
Todos os campos são obrigatórios
Recomendados