FIESC
Vice-presidência da fiesc e entidades educacionais discutem educação de jovens e adultos
Encontro faz parte da Câmara regional da Educação e visa diminuir o alto índice de pessoas com baixa escolaridade na cidade
por Assessoria de Imprensa Midia Press 15/05/2019 às 12:17

A vice-presidência regional da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (FIESC) no Vale do Itajaí Mirim reuniu, no início da semana, entidades educacionais de Brusque e região, entre elas representantes do Serviço Social da Indústria (SESI), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), Centro Universitário de Brusque (UNIFEBE), Uniasselvi e o Sindicato da Indústria da Construção e do Mobiliário de Brusque e região, que representou os sindicato das indústrias regionais, para apresentar a nova proposta da federação para a educação em Santa Catarina, que  até o ano passado era discutida no Movimento SC pela Educação.

A partir deste ano, as ações passam a ser discutidas nas Câmaras Regionais da FIESC e contarão com a participação de entidades que possam desenvolver a educação nas regionais, aumentando a escolaridade. “O foco principal das atividades é a educação para o mundo do trabalho. Para isso, os membros da câmara têm como objetivo articular, mobilizar e influenciar o maior número de pessoas, principalmente dentro das indústrias para que possam atingir estes objetivos”, explicou a interlocutora da câmara, Liane Demarche. 

Esta mobilização é fundamental, principalmente quando observamos os atuais dados educacionais na regional. Só para se ter uma ideia, conforme informações do Observatório da FIESC, Brusque tem 47.822 trabalhadores, destes 18.339 ou 38% tem escolaridade básica incompleta. Os trabalhadores da indústria lideram o índice, já que 11.456 não tem o ensino básico, o que representa 46%. 

O empresário Ademir José Pereira, Presidente do Sinduscon, destacou a situação da construção civil, que possui muitos trabalhadores sem escolaridade. “Hoje a nossa realidade é de um público que vem de fora, de regiões com baixa escolaridade e o  principal setor que eles procuram é a construção civil, por isso, é um grande desafio reverter essa situação”, lembrou. 

Uma das propostas apresentadas para que se consiga atingir os objetivos, é divulgar cada vez mais os cursos disponibilizados pela Escola de Jovens e Adultos – EJA. A escola do SESI é totalmente gratuita para trabalhadores das indústrias locais e com a nova metodologia eles concluem o ensino médio em um ano, com aulas uma vez por semana e mais, concluindo os estudos, o aluno pode pensar em ingressar uma universidade. É ai que entram os parceiros da nova proposta, as universidades que estiveram presentes, por exemplo, a Unifebe e a Uniasselvi. 

“Nós realizamos uma série de ações para trazer novos alunos para a universidade, inclusive parcerias com sindicatos para descontos nas mensalidades. Acredito que podemos ampliar ainda mais essa parceria e mudar a educação na região”, lembrou Adriano Hordina, consultor de relacionamento com o mercado da Uniasselvi.  

Já a pró-reitora da Unifebe, Heloisa Maria Wichem Zunino, falou das visitas que fazem quase que semanalmente às comunidades. “Estamos sempre envolvidos com a comunidade e esta seria uma forma de divulgação de forma integrada, explicando sobre a possibilidade de conclusão do ensino através do EJA que é gratuito e abrindo portas para quem sonha com uma faculdade”, declarou.  

Após a conclusão desta primeira etapa, uma das ações propostas pelo VICE-PRESIDENTE REGIONAL DA FIESC, INGO FISCHER, será uma ação conjunta entre instituições de ensino e indústrias locais.  “Temos que nos unir que acabar com estes altos índices de baixa escolaridade na regional e uma das primeiras ações está a elaboração e envio de uma carta para os principais sindicatos de Brusque e da região, a começar por aqueles  filiados à FIESC, para que destinem este comunicado aos seus associados e os mesmos indiquem seus colaboradores para que voltem aos estudos”. 

Envie seu comentário sobre esta notícia
Seu nome
Seu telefone
Seu bairro
Sua cidade
Escreva sua mensagem pressione shift + enter para adicionar linha
Todos os campos são obrigatórios
Recomendados