Brusque
Zoobotânico instala telas mosquiteiras para proteger primatas da Febre Amarela
Medida é adotada por orientação da Vigilância Epidemiológica para proteger 21 primatas de quatro espécies
por Secom - Prefeitura de Brusque 15/05/2019 às 17:15 Atualizado em 15/05/2019 às 17:16

O Parque Zoobotânico de Brusque instalou telas mosquiteiras para proteger contra a Febre Amarela 21 primatas de quatro espécies: sagui, macaco-aranha, bugio e macaco-prego. A medida foi adotada após orientação da Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (Dive). 

De acordo com a veterinária do parque, Milene Zapala, não há previsão de retirada das telas. “Pedimos a compreensão dos visitantes quanto a parte estética dos recintos. Sabemos que não é o ideal para a visitação, já que a tela impede que os animais sejam vistos. Como não existe ainda vacina para proteger os macacos precisamos adotar esta medida preventiva”, explica a veterinária do parque Milene Zapala. 

Segundo ela, é importante salientar que os primatas não são transmissores da doença.  “Eles sofrem com a Febre Amarela de maneira semelhante ao ser humano. Quando ficam doentes sinalizam a circulação do vírus na região”, explica. 

Mortes confirmadas 

A Diretoria de Vigilância Epidemiológica do Estado, vinculada à Superintendência de Vigilância em Saúde (SUV) confirmou no mês de abril a primeira morte de macaco por Febre Amarela no Estado. 

A coleta do material para análise foi feita no dia 20 de março, após um morador encontrar um Bugio morto em uma área de mata, em Garuva (SC). As amostras foram encaminhadas para o Laboratório Central de Saúde Pública de Santa Catarina (Lacen) e seguiram para a Fiocruz, do Paraná, laboratório de referência para o Estado.

Um mês antes, Santa Catarina já havia confirmado o primeiro caso de Febre Amarela autóctone (contraída dentro do Estado) em humano com morte. O paciente era um homem de 36 anos que não havia se vacinado. Ele morava em Joinville (SC). 

Vacinação 

Por conta deste cenário, continua a orientação da Secretaria de Saúde de Brusque para que a população procure as Unidades Básicas de Saúde (UBS) para receber a dose da vacina contra a Febre Amarela. 

Todas as pessoas entre nove meses e 59 anos podem ser vacinadas. A dose protege contra a doença por toda a vida. Ou seja, quem já foi vacinado não precisa de reforço.

Assuntos: Comunidade
Envie seu comentário sobre esta notícia
Seu nome
Seu telefone
Seu bairro
Sua cidade
Escreva sua mensagem pressione shift + enter para adicionar linha
Todos os campos são obrigatórios
Recomendados