Janela Popup com Áudio

Ao Vivo

Publicidade

Após limpeza da Beira Rio, bocas de lobo da via são foco de mutirão

Praticamente todos os bueiros estão entupidos com sedimentos deixados pela cheia

Fonte: Secom/Brusque

Publicidade

Depois de um fim de semana em que o rio Itajaí-Mirim alcançou 7,58 metros, os estragos ainda são contabilizados. Com o foco voltado para a limpeza da Beira Rio e a liberação da via na margem direita concluída com sucesso, o objetivo agora é outro.

A Secretaria de Obras e Serviços Urbanos observou durante o período de limpeza da Beira Rio que as bocas de lobo se encontravam entupidas com muitos sedimentos deixados pelas águas das cheias. Com isso, tão logo fosse terminada a limpeza da via, imediatamente seria iniciado um grande mutirão de desentupimento dessas bocas de lobo.

No caso específico da margem esquerda, que possuem caixas muito profundas, é importante explicar que elas foram interligadas de cinco em cinco por uma única tubulação para dali desaguarem no rio. Entretanto, como efeito das cheias, essas ligações transbordaram e carregaram uma grande quantidade de sedimentos.

Os trabalhos de limpeza dessas bocas de lobo foram iniciados já nesta sexta-feira (24) e, em alguns casos, alguns dos servidores que participaram deste mutirão precisaram até mesmo entrar nestes bueiros, tamanha sua profundidade. 

Por conta de sua complexidade, visto que, além do desentupimento da boca de lobo, é preciso também desobstruir as tubulações num serviço feito com hidrojato, este é um trabalho demorado e que deve seguir adiante pelos próximos dias, caso as condições climáticas estejam favoráveis.

A secretaria de Obras tem uma estimativa para que dentro de aproximadamente um mês, todas essas bocas de lobo estejam limpas e em condições de cumprir com suas funções. “Já temos uma equipe diariamente em manutenção da limpeza, mas agora a gente intensifica na Avenida Beira Rio. Todas as bocas de lobo foram muito assoreadas, muito material, principalmente barro, lama, enfim. Então a gente agora faz a limpeza tanto manual quanto com hidrojato. Esperamos aí pelo menos um mês pela frente de serviço nessa parte para deixar tudo em dia”, explicou o secretário de Obras, Ivan Bruns Filho.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Publicidade

Fale Conosco

plugins premium WordPress

Utilizamos cookies para lhe proporcionar a melhor experiência no nosso portal. Conheça nossa Política de privacidade ou clique em continuar no botão ao lado.