FELIZ ANIVERSÁRIO!
Zoobotânico de Brusque celebra 29 anos
Uma das espécies que se encontram nas dependências do Zoobotânico é a Ararajuba (Guaruba Guarouba)
por Secom/Prefeitura de Brusque 20/09/2021 às 10:36
Imagem: Divulgação

No último domingo (19) o Parque Ecológico Padre Raulino Reitz – Parque Zoobotânico - comemorou seus 29 anos de fundação. Inaugurado no dia 19 de setembro de 1992 o parque conta com uma diversidade de fauna e flora nativas e também é responsável por diversos cuidados com ela, como conservar espécies em extinção e ajudar animais silvestres a retornarem aos seus habitats naturais ou fornecendo abrigo e bem-estar mantendo-os sob seus cuidados. 

O diretor do Zoobotânico Carlos Alexandre Reis destaca as mudanças que ocorreram neste ano ‘’Em 2021 o parque está passando por várias mudanças: reformas nos recintos, novas áreas de lazer para as famílias, sempre pensando no bem-estar dos nossos visitantes’’.

Atualmente o Zoobotânico possui, aproximadamente, 70 espécies diferentes entre mamíferos, aves e répteis. Entre os principais objetivos de um Zoobotânico estão conservação de espécies, a pesquisa científica, o lazer e a educação ambiental. A fundação destaca que seu principal foco de trabalho está em promover educação ambiental.

Uma das espécies que se encontram nas dependências do Zoobotânico é a Ararajuba (Guaruba Guarouba). Uma espécie endêmica do norte do Brasil que está ameaçada de extinção devido a destruição das florestas e também a caça ilegal. Essa espécie está na lista das 25 espécies em extinção da AZAB – Associação de Zoológicos e Aquários do Brasil -  que estão passando por um sério programa de manejo na tentativa de salvá-las da extinção através do trabalho dos zoológicos do país. Esse projeto visa coletar dados das espécies e indivíduos distribuídos entre os zoológicos do Brasil com o objetivo de formar populações de reservas que, futuramente, possam contribuir para a reintrodução dos animais na natureza. 

Milene Pugliesi Zapala, responsável técnica e médica veterinária do Parque Zoobotânico, diz que é um grande desafio mas “com a ajuda dos profissionais e colaborados das instituições brasileiras, podemos minimizar os impactos sobre as 25 espécies em extinção’’.

No ano de 2017 o Parque Zoobotânico recebeu um casal de ararajuba proveniente do zoológico de Curitiba. Dois anos após a sua chegada, dois filhotes nasceram. ‘’Nestas últimas semanas, o casal fez a postura de mais 6 ovos no ninho, dos quais 5 eclodiram. A plumagem da ararajuba reflete as cores da bandeira do Brasil, seu corpo é amarelo e suas assas são verdes’’, destaca Carlos Alexandre.

Assuntos: Comunidade
Envie seu comentário sobre esta notícia
Seu nome
Seu telefone
Seu bairro
Sua cidade
Escreva sua mensagem pressione shift + enter para adicionar linha
Todos os campos são obrigatórios
Recomendados