Janela Popup com Áudio

Ao Vivo

Publicidade

Nanpe é tricampeão do Campeonato de Panela Taça Juarez Piva

Partida definida além dos 60 minutos, foi emocionante do início ao fim

Fonte: Vanessa Fagundes/Amplitude

Publicidade

Em mais uma noite histórica para a Sociedade Esportiva Bandeirante, o Campeonato de Panela Taça Juarez Piva conheceu seu grande campeão. Em um duelo que ultrapassou os 60 minutos de jogo, o Nanpe venceu o Central Azaleia Vidraçaria nos pênaltis e conquistou o caneco da edição de 2024, na noite desta quinta-feira, 27 de junho.

Com a presença de um grande público, as equipes ficaram no 4 a 4 no tempo normal. Com a decisão levada para as cobranças de penalidades máximas, o Nanpe ficou com o lugar mais alto do pódio pela terceira vez consecutiva, ao marcar 3 a 2.

Para o líder da equipe vencedora, Leonardo Hang, o título veio com um gostinho diferente esse ano. Conforme explica, essa é a primeira vez que ele ganha o campeonato jogando junto com o time, uma vez que em outros momentos sempre esteve lesionado.

“É bem difícil falar o que estou sentindo. Quando acabou o jogo eu chorei bastante, porque por mais que o Nanpe já tenha sido campeão aqui nos últimos dois anos, é o primeiro título que eu tenho jogando com o meu time, porque eu sempre vinha de lesão e não conseguia finalizar o campeonato. Esse ano aconteceu a mesma coisa, mas felizmente eu consegui me recuperar e voltar a tempo de terminar e jogar a final hoje. Então, essa conquista me deixa sem palavras”, relatou emocionado.

Torcida dentro de campo

Além da torcida que acompanhava a partida do lado de fora, os jogadores também tiveram o apoio de familiares que foram convidados a acompanhar os filhos de perto, ali mesmo dentro de campo. Como é o caso de Evaldo Rech, 63 anos. Pai de Carlinhos, da equipe do Nanpe, que orgulhoso participou de mais uma conquista do filho.

“Em todos os jogos que o Carlinhos participa eu sempre estou junto, não perco nenhuma partida de jeito nenhum. Ele é um baita de um jogador, já jogou em outros países e em diversos clubes. Então estar aqui hoje e ver mais essa conquista dele é motivo de muito orgulho. A final de hoje foi emocionante demais. Ainda bem que eu não tenho problema de coração, se não eu tinha morrido”, brincou o pai de Carlinhos.

Assim como Rech, de sorriso largo e bem humorado, Hélio Luiz Régis, de 67 anos, foi torcer pelo filho, Eder Luiz, jogador do Central. Apesar do resultado não ser como esperado, o pai disse que o duelo entre as equipes foi emocionante e está orgulhoso da campanha feita pelo time do filho.

“Desde novo meu filho jogou muito bem futebol. Sempre estive ao lado dele, torcendo demais. E hoje, a partida foi muito emocionante. O empate no tempo normal foi consequência do jogo disputado e o resultado da partida, decidido nos pênaltis, foi por detalhes”, disse.

Feliz com os bons resultados que o Panela apresentou neste ano, o diretor e organizador do campeonato, Maicon Testoni, disse que a competição mostrou, mais uma vez, a forma como o clube desempenha e fomenta o esporte.

“Esse campeonato comprovou a grandeza do Bandeirante, clube que sempre puxou o esporte dentro de Brusque e a cada ano essa competição vem crescendo, pois hoje nós temos os melhores jogadores da cidade competindo aqui. Para nós, é uma grande satisfação poder recebê-los. Esperamos que a cada ano tenhamos mais atletas desse nível jogando aqui”, afirmou ele.

Homenageado

Neste ano, a homenagem do Campeonato de Panela foi para o advogado Juarez Piva. Natural de Joinville, ele é sócio atuante do clube e um grande admirador de futebol. Começou a jogar o esporte e se destacar quando ainda era apenas um garoto.

Em Brusque, na posição de meia esquerda ou centroavante, vestiu a camisa do Carlos Renaux. Além do campo, ele também já jogou dentro das quatro linhas da quadra, na posição de pivô ou lateral.

Emocionado pela homenagem que recebeu, Piva disse estar muito feliz com o bom futebol praticado no final da competição deste ano.

“Fiquei alegre ao receber o convite, porque sempre participei, junto da família, do esporte aqui do Bandeirante. Quando não se joga mais e a saudade predomina, um convite desse nos deixa muito feliz. É uma satisfação ser lembrado!”, declarou Piva.

Campeão: Nanpe
Vice-campeão: Central Azaleia Vidraçaria
3º lugar: Verrückt

Artilheiro: Harri Westarb (Godo) – 12 gols
Craque do campeonato: Hudson Mendes
Goleiro menos vazado: Leonardo Hang
Time disciplina: Juventude

Fonte: Assessoria de Imprensa – Amplitude Comunicação

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Publicidade

DESTAQUES

Fale Conosco

plugins premium WordPress

Utilizamos cookies para lhe proporcionar a melhor experiência no nosso portal. Conheça nossa Política de privacidade ou clique em continuar no botão ao lado.