Janela Popup com Áudio

Ao Vivo

Publicidade

Estudantes da UNIFEBE constroem abrigos para PET e doam para ONGS de proteção animal

Projeto Executa Social é realizado por acadêmicos bolsistas da instituição

Fonte: Divulgação/Unifebe

Publicidade

As entidades de defesa e proteção dos animais de Brusque, Guabiruba e Gaspar serão os órgãos beneficiados com as atividades do projeto Executa Social, realizado pelo Centro Universitário de Brusque (UNIFEBE), com os estudantes bolsistas dos cursos de Graduação.

Neste primeiro semestre de 2024, orientados pelo professor Anderson Buss, os acadêmicos construíram abrigos, como casinhas, para os animais domésticos atendidos pelas ONGs. O projeto, realizado na UNIFEBE, prevê que os estudantes devolvam à comunidade a contrapartida dada pelo Estado em forma de bolsa de estudo.

As atividades visam desenvolver no futuro profissional uma série de competências e habilidades, desde o planejamento de um projeto, execução, criatividade para aplicar os conhecimentos, trabalho em grupo e empatia com o propósito da iniciativa.

Executa Social
Projeta, mede, corta, parafusa, pinta. Apesar de funções bem distantes da futura profissão escolhida pela acadêmica da 7ª fase de Direito, Caroline Beatriz Testoni, participar do projeto foi algo bastante válido para sua formação. “Algo que o projeto nos ensinou quando construímos as casinhas é a empatia com qualquer ser e, empatia, é um sentimento que todo profissional do Direito deve cultivar, independentemente da área que atue”, avalia a estudante.

Para a estudante, além da prática aprendida nos encontros, os projetos sociais rememoram a importância de um olhar solidário. “A sensação de fazer algo positivo em prol da comunidade gera um sentimento de gratidão indescritível. Coisas simples, para nós podem mudar a vida de alguém, como as casinhas, que dão para os animais outro tipo de lar: uma família”, comenta Caroline.

A Acapra, uma das ONGs beneficiadas com o projeto, desde 2023, doa os abrigos para as famílias que adotam e para os lares temporários que abrigam os animais resgatados. “Ficamos bem felizes com essa parceria. As casinhas realmente ajudaram muito, tanto no ano passado quanto este ano. Temos uma demanda alta e crescente. Às vezes, as pessoas dão um lar temporário, têm espaço no terreno, mas não têm uma casinha para abrigar o animal. Então, com as casinhas doadas pela UNIFEBE, temos conseguido dar esse suporte e ampliar ainda mais a nossa atuação em prol do bem-estar animal”, salienta a presidente da Acapra de Brusque, Kelly Caroline de Menezes.

Universidade Comunitária
Sobre a realização das atividades em 2024, destaca o professor Anderson, o engajamento dos estudantes foi essencial para que, mais uma vez, o projeto cumprisse com os seus objetivos. “Uma das intenções do projeto é desenvolver o trabalho em grupo, já que são estudantes de cursos diferentes, áreas distintas e, muitas vezes, não se conhecem. Então, o projeto também contribui para desenvolver essa visão de divisão de tarefas, de responsabilidade, de que cada parte é indispensável no processo todo”, reafirma o professor.

No total, 14 casinhas foram construídas pelos alunos, sendo sete médias e sete grandes. Os abrigos confeccionados serão doados para a Acapra de Brusque, PATA de Guabiruba e para o abrigo Anjo de 4 patas, de Gaspar. Além da confecção dos abrigos, neste semestre, os estudantes do Executa Social participaram do Dia da Família na Escola de Educação Básica Francisco de Araújo Brusque, com atividades lúdicas de pintura de desenhos de obras de referência de arquitetos brasileiros e internacionais e de edifícios de Brusque.

“Os projetos de Extensão Social com Visão Educativa articulam Ensino, Pesquisa e Extensão em prol da comunidade regional. O Executa Social é uma nas iniciativas em que a instituição desenvolve o seu papel de universidade comunitária, estimulando os estudantes a devolverem à sociedade o incentivo recebido em forma de bolsas de estudo pelo Governo do Estado de Santa Catarina”, conclui a pró-reitora de Pós-Graduação, Pesquisa, Extensão e Cultura da UNIFEBE, professora Edinéia Pereira da Silva.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Publicidade

Fale Conosco

plugins premium WordPress

Utilizamos cookies para lhe proporcionar a melhor experiência no nosso portal. Conheça nossa Política de privacidade ou clique em continuar no botão ao lado.