Janela Popup com Áudio

Ao Vivo

Publicidade

Tarifas de energia sobem em julho devido à bandeira amarela

Esta é a primeira alteração na bandeira desde abril de 2022

Fonte: Ilustrativa

Publicidade

A Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) anunciou que a bandeira tarifária de julho será amarela, em resposta às condições menos favoráveis para a geração de energia no país. Com isso, as tarifas dos consumidores terão um acréscimo em R$ 1,885 a cada 100 kW/h consumidos. Esta é a primeira alteração na bandeira desde abril de 2022.

A decisão de acionar a bandeira amarela foi tomada devido à previsão de chuvas abaixo da média até o final do ano, estimada em cerca de 50%, e à expectativa de aumento na carga e no consumo de energia no mesmo período. A escassez de chuvas, combinada com temperaturas de inverno superiores à média histórica, exige maior operação das termelétricas, que têm custo de produção mais alto comparado às hidrelétricas.

Os fatores principais que levaram à ativação da bandeira amarela incluem o risco hidrológico (GSF) e o aumento do Preço de Liquidação de Diferenças (PLD). Atualmente, não há despacho fora da ordem de mérito (GFOM) decidido pelo Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE), o que também influenciou a decisão.Com o acionamento da bandeira amarela, a ANEEL destaca a importância da vigilância quanto ao uso responsável da energia elétrica. A orientação é para que os consumidores utilizem a energia de forma consciente e evitem desperdícios que podem prejudicar o meio ambiente e afetar a sustentabilidade do setor elétrico.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Publicidade

DESTAQUES

Fale Conosco

plugins premium WordPress

Utilizamos cookies para lhe proporcionar a melhor experiência no nosso portal. Conheça nossa Política de privacidade ou clique em continuar no botão ao lado.