Janela Popup com Áudio

Ao Vivo

Publicidade

Deivis Junior critica ausência de representantes do governo municipal em solenidade do Tiro de Guerra

“Não adianta no momento que é interessante mostrar patriotismo e quando pode mostrar isso para toda a comunidade não aparecer”, afirmou

Fonte: Aline Bortoluzzi/Imprensa Câmara Brusque

Publicidade

Na sessão ordinária desta terça-feira, 23 abril, o vereador Deivis da Silva, o Deivis Junior (União), criticou a ausência de representantes do governo municipal no ato que o Tiro de Guerra promoveu na última sexta-feira, 19, em alusão ao Dia do Exército Brasileiro. “Pela segunda vez eu prestigio um evento do Tiro de Guerra e o Executivo não manda um representante, nem prefeito, nem vice, nem secretário”, disse. “E mais: pelo que notei, não é avisado que não vão comparecer, porque o comando aguarda a chegada desse pessoal e não chega ninguém e atrasa o início do evento que tem famílias prestigiando”. 

Segundo Deivis, situação semelhante ocorreu na formatura de matrícula da turma de atiradores de 2024, realizada em março pelo TG 05-005. Naquela oportunidade, contou o vereador, o diretor de Programas e Projetos de Governo, Rodrigo Gesser, “fez o papel, na última hora, de representante do Executivo”, mas “o primeiro escalão, o segundo ou o próprio prefeito e o vice não compareceram, e também atrasou o início da cerimônia”.

O edil lembrou que os atiradores colaboram com inúmeros acontecimentos quando solicitados, mas “quando tem um evento, [o governo] não aparece, não manda ninguém, não avisa que não vai”. Ele destacou que entidades como a Associação Empresarial de Brusque (ACIBr), o Centro Universitário de Brusque (Unifebe), a Companhia de Bombeiros e a Polícia Militar estavam todas representadas, assim como o Legislativo. “Não adianta no momento que é interessante mostrar patriotismo e quando pode mostrar isso para toda a comunidade não aparecer”.

Em aparte, o vereador Jean Pirola (PP) observou que nenhum convite do TG referente ao Dia do Exército teria chegado de forma oficial à Prefeitura, conforme lhe informou o chefe de gabinete do prefeito André Vechi (PL), Aurinho Silveira de Souza. 

Greve na Educação estadual

Ao abrir seu discurso, Deivis declarou “apoio total” às reivindicações dos professores grevistas da rede estadual de ensino. “Existe um transtorno total para os alunos. O governo deveria ter uma sensibilidade para não deixar chegar nessa situação”, opinou. 

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Publicidade

DESTAQUES

Fale Conosco

plugins premium WordPress

Utilizamos cookies para lhe proporcionar a melhor experiência no nosso portal. Conheça nossa Política de privacidade ou clique em continuar no botão ao lado.