Janela Popup com Áudio

Ao Vivo

Publicidade

Pesquisador e professor universitário de SC é morto a tiros em Fortaleza

O pesquisador foi morto a tiros na noite da quinta-feira (4); o suspeito foi preso nesta sexta-feira (5)

Fonte: Arquivo Pessoal/Divulgação

Publicidade

O pesquisador e professor universitário Saul Galdêncio Neto, de 37 anos, foi morto a tiros na noite da quinta-feira (4), em Fortaleza, no estado do Ceará. Ele era natural de Santa Cecília, no Meio-Oeste de Santa Catarina.

Saul era formado em Medicina Veterinária pela Udesc (Universidade do Estado de Santa Catarina) e atuava como pesquisador e professor do curso de Medicina Veterinária da Unifor (Universidade de Fortaleza).

Ele se dedicava a pesquisa de cabras transgênicas que possuem capacidade de produzir um medicamento para o tratamento de vários tipos de câncer.

“A Universidade de Fortaleza se solidariza com a família e amigos de Saul, e segue aguardando as investigações das autoridades competentes”, disse a instituição em nota.

O suspeito pelo crime, um funcionário da universidade, foi preso na manhã desta sexta-feira (5), conforme informações repassadas a familiares.

Saul e a namorada teriam dado uma carona para o suspeito na noite da quinta-feira. Ao chegar em um local de pouca urbanização, ele teria revelado as verdadeiras intenções. A namorada do pesquisador tentou fugir e foi atingida por um tiro nas costas, mas foi socorrida. Já Saul foi morto a tiros.

O velório do professor será em Santa Cecília, onde a família vive. Porém, ainda não há previsão para a chegada do corpo.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Publicidade

Fale Conosco

plugins premium WordPress

Utilizamos cookies para lhe proporcionar a melhor experiência no nosso portal. Conheça nossa Política de privacidade ou clique em continuar no botão ao lado.