Janela Popup com Áudio

Ao Vivo

Publicidade

TRE-SC inicia distribuição de urnas eletrônicas e suprimentos para zonas eleitorais

No total, 17.830 máquinas serão enviadas aos cartórios eleitorais

Fonte: Erick Almeida de Souza

Publicidade

Na última sexta-feira (5), o Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina (TRE-SC) deu início à distribuição das urnas eletrônicas para as 100 zonas eleitorais do estado que vão utilizá-las nas Eleições Municipais de 2024.

Até o final desta semana, mais de 2 mil urnas já terão sido encaminhadas do depósito central da Justiça Eleitoral catarinense para os cartórios das cidades de Anita Garibaldi, Balneário Piçarras, Biguaçu, Bom Retiro, Curitibanos, Gaspar, Guaramirim, Itapema, Lages, Navegantes, Pomerode, Santo Amaro da Imperatriz, São Francisco do Sul, São Joaquim e Timbó.

O TRE-SC prevê roteiros de entrega até o início de agosto, quando todas as 17.830 urnas já devem estar armazenadas localmente nos municípios. Além das máquinas, também são enviados nas remessas baterias, cabos de bateria e cabinas de votação. Posteriormente, o Tribunal fará ainda a entrega de bobinas e fones de ouvido.

O coordenador de eleições do TRE-SC, Paulo Dionísio Fernandes, ressalta a importância das entregas serem feitas com antecedência. “Quando chegam nas ZEs, as urnas passam por novos testes após o transporte a fim de estarem aptas para as cerimônias públicas de configuração e carga oficial, assim como as cerimônias de conferência da configuração, que ocorrem em setembro”, explica.

Enquanto não são configuradas, as urnas eletrônicas e os suprimentos ficam armazenados em locais previamente mapeados pelos cartórios eleitorais que possuem fácil acesso, devida segurança, instalações elétricas e iluminação adequadas, e que sejam livre de poeira, umidade e goteiras.

14º Simulado Nacional de Hardware

Paralelamente ao envio das urnas eletrônicas, o TRE-SC participa do 14º Simulado Nacional de Hardware, evento coordenado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e que acontece em todos os tribunais regionais do país entre 1º e 18 de julho.

Os testes são feitos por amostragem e tem como objetivo identificar eventuais falhas de hardware — intermitentes ou em situações específicas —, a fim de registrá-las e identificar soluções a tempo do próximo pleito.

O simulado, com sede no depósito central do Tribunal, serve ainda como teste para as implementações de correções e melhorias realizadas nos softwares da urna eletrônica após o último simulado e a fase de confirmação do Teste Público de Segurança.

Fonte: Assessoria de Imprensa – TRE/SC

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Publicidade

DESTAQUES

Fale Conosco

plugins premium WordPress

Utilizamos cookies para lhe proporcionar a melhor experiência no nosso portal. Conheça nossa Política de privacidade ou clique em continuar no botão ao lado.